quinta-feira, 16 de março de 2017

MINHA ALEGRIA AO RECEBER UM E-MAIL DE UM LEITOR

Olá, colegas. Depois de passar uma semana no belo estado do Mato Grosso, estava pensando em escrever sobre algumas experiências humanas interessantes que tive por lá. Porém, irei fazer um breve texto sobre um e-mail que recebi.

 Um colega que acompanhava o Blog me pediu há uns três anos se ele poderia me conhecer, já que estaria viajando do Rio de Janeiro para a cidade onde moro. Respondi que não teria problemas, e fiz alguns passeios juntos com ele e sua namorada. No final de semana que ele esteve por aqui, conversei bastante com o mesmo. 

 Ele era, e ainda o é, bastante jovem. Lembro-me de conversar sobre algumas questões bem profundas com ele enquanto saboreávamos uma das melhores pizzas do mundo. Ele tinha muitas dúvidas. Trabalhava numa empresa, fazia pequenos trades com ação, não sabia se queria uma Independência Financeira apenas daqui vários e vários anos, não sabia qual rumo queria dar a vida.

Todos esses questionamentos são normais para um jovem. São normais para mim que não sou tão jovem. E não deveriam ser anormais para quem é mais velho. No último artigo que escrevi, perguntaram-me o que eu tinha a dizer sobre a eleição da França. A minha resposta foi que eu não tinha muito o que dizer, pois sabia pouco ou nada sobre o assunto.

 Um leitor, então, de certo modo contrariado, disse que eu não teria posição em quase nada. Esse é o mundo fácil da certeza. O mundo confortável das ideias prontas sobre tudo. Dá para perceber que o papel da dúvida e do simples ato de dizer “Eu Não Sei” são  elementos centrais no meu entendimento para uma vida bem vivida.

 A última vez que falei com esse rapaz foi há mais de um ano,. Na ocasião, ele me perguntou se deveria comprar um imóvel no Rio de Janeiro ou ir para um curso de Intercâmbio na Irlanda. Desde então, nunca mais tive nenhuma resposta. O que ele resolveu? Este é o e-mail que ele me enviou:

"Grande Surfer!
Como estão as coisas, meu amigo? Esse ano ainda não acompanhei o blog, está por onde?

Lembra aquela conversa de quase 1 ano atrás?
Então, larguei tudo e optei pelo intercâmbio, daqui 3 dias eu embarco pra Irlanda. Ficarei por lá esse ano, se tiver pela Europa dá um alô!

E gostaria de te apresentar meu novo projeto: (vídeo you tube)

Você é uma inspiração e fez parte desse processo. Mesmo que não saiba, sua forma de pensar e seu estilo de vida me ajudaram a formar quem eu sou e o que eu quero daqui pra frente.

Grande abraço para vocês!"

  Fiquei muito contente com o teor do e-mail. Apesar das inúmeras dúvidas que possamos ter sobre quem somos e o que queremos, há alguns fio condutores que parecem ser muito parecidos seja para um Chinês, para um Brasileiro ou um  ser humano que habitou a Europa no século XIV. Muitos autores, atores, escritores, pensadores de alguma maneira expressaram de forma artística ou não, de forma brilhante ou não, o que de certa maneira torna a vida humana mais digna e contente.

 Perceber que este jovem está aprendendo e apreendendo isto no mundo foi o que me deixou mais contente. Sermos alegres, procurarmos ter bons amigos, estarmos dispostos a nos desafiar parecem ser os ingredientes para uma vida significativa.

  Seja você um empresário, um brasileiro frustrado que quer emigrar, um ator de filme pornô, um servidor público, ou qualquer outra coisa que possamos pensar, a alegria, a amizade e a busca perene pelas belezas do conhecimento e do mundo são caminhos que apontam para uma boa vida.

 É difícil algumas, talvez a maioria, das pessoas perceberem isso. Perguntam-me diversas vezes neste blog “Soul, por qual motivo você continua respondendo certos comentários ofensivos e de baixo valor argumentativo?”. Inúmeras pessoas já me fizeram esse questionamento. A verdade é que acredito que  boa parte das pessoas com comentários ofensivos infelizmente possuem uma visão um tanto quanto limitada sobre a vida, e elas nem mesmo percebem o mal  que isso pode fazer para elas próprias. Com o simples ato de responder a um comentário deste tipo, eu creio de alguma maneira estar ajudando essas pessoas, mesmo que elas por ventura não percebam.


  Por isso, colegas, seja em qualquer lugar do mundo, ou exercendo qualquer profissão, fica o meu desejo que a Alegria, a Empatia e o Sentimento de Assombro para as belezas e tristezas do mundo entrem na sua vida. É o que parece estar ocorrendo com o meu amigo carioca, e fico feliz de ter uma participação singela nesse processo. 

 E fico contente por orgulho, vaidade? Talvez, quem pode responder a uma pergunta como essa com elevado grau de certeza? Entretanto, para mim um bom objetivo de vida é poder de certa maneira ajudar outras pessoas em alguma coisa. 

 Uns tratam de pessoas doentes. Outros vão para países distantes combater doenças que já foram erradicadas de países mais ricos. Outros criam atividades produtivas e ajudam outros seres humanos a poder vencer as necessidades financeiras que a vida apresenta. Outros interpretam filmes ou peças de teatro magníficas que ajudam a refletir sobre o mistério da existência. Eu, infelizmente ou não, não sei ao certo no que a minha existência possa estar contribuindo para outros seres humanos.

 Portanto, fico sim satisfeito quando alguns colegas me escrevem dizendo que os meus escritos de alguma maneira os ajudaram em alguma coisa na vida. Ah, o vídeo abaixo é o que ele menciona no e-mail escrito para mim.

Vídeo do colega leitor



 Um grande abraço a todos!

46 comentários:

  1. Muito legal Soul, parabéns! Não é fácil ajudar os outros! Felizmente, ou infelizmente, pra mim eu só vejo uma saída: concurso público. Não tenho estômago para ir para outro país e deixar tudo para trás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      É verdade.
      É uma escolha realmente difícil emigrar para um outro país. Para alguns pode ser mais fácil, mas para uma parcela significativa das pessoas é uma escolha difícil.
      Abs!

      Excluir
    2. Legal ver como as pessoas são diferentes, Micro. Eu aposto todas as minhas fichas em emigrar. Desejo sorte pra você nos seus objetivos. Abraço!

      Excluir
  2. De vez em quando recebo um email desse tipo e, sinceramente, é o principal motivo de eu manter o blog vivo.

    Abs.,

    VR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é meu amigo VR?
      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Grande Soul,

    Muito bacana hein, achei muito legal a sua atitude.

    Realmente às vezes me pego pensando por que eu perco tanto tempo meu escrevendo (no meu caso quase diariamente).

    Mas, quando alguém diz que meus textos, mesmo simples inspiram a melhorar, me sinto agraciado, e é como se fosse o meu pagamento para tanta coisa boa que aconteceu e que vem acontecendo na minha vida.

    Parece que crescemos mais ao compartilhar conhecimento, e aprendemos mais.

    Parabéns!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Viver!
      Tenho certeza que muitas pessoas se indentificam contigo e com a sua escrita. Talvez você possa estar ajudando a vida de algumas pessoas em algum aspecto, e isso é bacana.
      No mais, agradeço a mensagem, amigo.
      Abs!

      Excluir
  4. Salve Soul, tudo certo?
    Engraçado a sensação que eu tenho e que provavelmente outros leitores devem ter. Pelo fato de acompanhar o blog, entender um pouquinho como você pensa e de certa forma acompanhar suas experiências, acho que apesar de você não conhecer diversos leitores - talvez a maioria - a sensação que eu tenho é que você é um amigo. Mesmo não havendo a "troca" que a amizade prevê é dessa forma que eu enxergo. De certa forma, com uma certa profundidade, acho que você influencia sim positivamente minha vida, seja na calma com que coloca as palavras, como entende as diferenças, os pontos de vista e como sempre busca ser uma pessoa melhor. Keep writing! Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Chapchap!
      Tudo certo amigo.
      Grato por essa mensagem bacana. Não tenho a menor dúvida que tenho alguns amigos-leitores que não conheço.
      A Amizade pode, em minha opinião, ser interpretada de uma forma mais extensiva do que apenas aquela que define que amigos são aqueles com os quais temos uma relação de intimidade mais profunda. É difícil estabelecer conexões profundas mais duradouras com outros seres humanos, mas é possível estabelecer bons relacionamentos com muitos. A isso eu chamo amizade.
      Grato!
      Abs

      Excluir
  5. Caramba!!!!

    Achei muito bacana a sua história com esse "leitor", fiz um post em meu blog falando disso "Faça diferença na vida das pessoas"...

    Parabéns por sua atitude amigo.

    Abs.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom. Estava precisando ler coisas desse tipo hoje. Sinceramente, hoje estou num daqueles dias que parece que nada faz sentido (não se preocupem, não estou pensando em me matar nem nada disso). Sei lá, parece que falta propósito nas coisas. E tecnicamente eu não deveria estar me sentido assim: homem, branco, hétero, família bem estruturada, sem dívidas complicadas de pagar, família saudável.

    Tem dias que é foda. Estava caminhando pra espairecer e cheguei a conclusão que estavam faltando desafios. Chego aqui e leio esse post, e um dos itens é nos desafiar. Muita coincidência rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega. A busca de sentido se torna cada vez mais complexa quando avançamos na riqueza. Ora, se como você disse, sem a existência de dificuldades materiais mais agudas, a correria do dia a dia vai perdendo um pouco o sentido. O que colocar no lugar? Essa é uma busca muito pessoal. Espero que você possa achar boas respostas, mas principalmente boas perguntas.

      Um abraço!

      Excluir
  7. Olá, Soul.

    É ótima a sensação de termos contribuído positivamente numa decisão ou na vida de alguém. E melhor ainda quando a outra pessoa reconhece o feito e retribui. São fatos raros hoje em dia.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, G65! Um prazer vê-lo por aqui:)
      É uma sensação muito boa sim.
      Um abraço colega!

      Excluir
  8. Vi vários blogueiros das finanças, os quais acompanho, além de muito outros, escrevendo hoje nos comentários. Tenham certeza de que para cada um que escreve um email desse teor em agradecimento, existem vários outros leitores anônimos, que não são tanto assim de comentar e interagir, que pensam o mesmo. Parabéns pelos Blogs de vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      É verdade, talvez existam muitos outros. Acho que alguns blogs fazem um bom papel em disseminar conhecimentos financeiros e psicológicos para investidores amadores, e isso tem uma capacidade ímpar de ajudar muitas pessoas, ainda mais num país com quase nenhuma educação financeira.

      Um abraço!

      Excluir
  9. Olá, colega
    Dizer eu não sei quando não se conhece um assunto é diferente de não querer mostrar sua posição quando se conhece sobre o assunto.
    Uma coisa não é igual a outra.
    Logo, misturar as duas coisas não faz o menor sentido.

    Querer dizer que a crítica por si só é uma ofensa, também é um erro grave.
    Oras, só porque foi dito um fato que não soou bonito para você não significa que isso seja uma ofensa.
    Duas pessoas podem muito bem serem amigas, mesmo que uma resolva criticar a outra num determinado momento da vida.
    Uma coisa não exclui a outra.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega. Claro são duas coisas distintas, não discordo aqui. Porém, há muitos assuntos sobre os quais faço pouca ou nenhuma ideia, e aposto que boa parte das pessoas encontra-se na mesmíssima situação.

      Colega, talvez você não tenha lido muito dos meus artigos. O que mais tem aqui são elogios ao pensamento que de alguma maneira "critique" o que é dado como certo. Aliás, isso já foi feito até em maneira mais técnica, nos artigos sobre o Sistema1 e o Sistema2 de como o nosso cérebro opera as informações que recebe.

      Não tenho a menor dúvida, e isso já foi dito inúmeras e inúmeras vezes neste espaço. Não há qualquer incompatibilidade entre a discordância eventual, ou quiçá quase total de ideias, e a possibilidade de uma ótima convivência com o quem quer que seja.

      "Oras, só porque foi dito um fato que não soou bonito para você não significa que isso seja uma ofensa.". Também concordo. Agora, se fala sobre o exemplo específico que colocou no texto, eu me encaixaria na situação do parágrafo primeiro. Além do mais, o rapaz naquela situação não estava muito interessado em ouvir, ou ler, o que eu tinha a dizer. Ao menos foi essa a postura que ele teve.

      Um abraço

      Excluir
    2. Vamos falar um pouco dos seus textos então...
      Você de fato não se posiciona sobre a maioria dos assuntos e isso fica mais evidente nas respostas dos comentários.
      Você é capaz de ver o lado positivo e o negativo de um determinado assunto, mas não é capaz de escolher um deles. Isso é, não se posiciona.
      É mais ou menos como pensar em todas as coisas positivas e negativas que existem em se ter um filho, mas não ser capaz de decidir de você quer ou não ter filhos.
      Para algumas pessoas, os pontos positivos são maiores que os negativos e por isso elas querem ter filhos. Para outras, os pontos negativos são mais fortes que os positivos e por isso elas não querem ter filhos, mas você não consegue optar nem por um e nem por outro.
      Outro exemplo.
      Você é contra ou a favor ao desarmamento no Brasil?
      O exemplo que o outro rapaz fez: Lula x Bolsonaro.
      Todos sabemos dos pontos positivos e negativos de cada coisa, mas tomar uma posição envolve exposição e você pelo jeito, não gosta desse tipo de coisa.

      Abraço

      Excluir
    3. Olá, colega.
      O Exemplo do filho é verdadeiro. Agora fiquei curioso como você sabe o que penso ou deixo de pensar sobre paternidade. Por acaso você não está escrevendo a mando da minha mãe não né que sempre quis um netinho?:)

      Se eu sou contra ou a favor do desarmamento? Quando estava na Rússia, na Sibéria para ser específico, entrei numa loja de armas. Nunca tinha entrado numa loja desse tipo, até porque não é algo comum no Brasil. Tinham diversas armas para vender. Achei interessante que até mesmo tinha uma AK-47. Há uma cena brilhante no filme "O Senhor das Armas" onde o personagem principal (Nicolas Cage) discorre sobre a AK-47 quando ele está sentado num galpão de armas da Ucrânia logo após o colapso da URSS. Basicamente, a AK-47 é descrita como a "mãe de todas as armas". Numa outra parte do filme, um agente da Interpol diz que essas armas são as verdadeiras "armas de destruição em massa". Eu concordo com essa afirmativa. Sendo assim, eu sou contrário a que pessoas possam ter acesso a armamentos como uma AK-47. Não gostaria de viver numa sociedade onde o meu vizinho possui uma arma dessas.
      Agora, se você me diz se sou favorável a que uma pessoa que possui um sítio afastado de algum centro urbano possa ter alguma espécie de armamento em casa, eu diria que sou favorável.
      Portanto, todas as questões possuem nuances. Como sempre achei que a maioria dos debates são superficiais, e que boa parte dos argumentos não resiste a uma análise mais profunda, procuro apenas nos meus escritos dar um instrumental para que as pessoas façam as suas próprias análises.

      Sobre o ponto Lula x Bolsonaro, eu coloquei o meu ponto de vista. Talvez o meu ponto de vista não agradou o interlocutor, e por isso ele tenha ficado frustrado. Eu não votaria no Bolsonaro em nenhuma situação. Ele é claramente um oportunista e não possui nenhuma condição de ser o presidente de 200 milhões de pessoas.
      Eu não votaria no Lula tampouco. Logo, a minha resposta sobre anular o voto.
      Se você perguntasse Marina x Bolsonaro, sem sobra de dúvidas votaria na Marina. Doria x Bolsonaro, iria de Doria.
      Respondida a questão, colega?
      Abraço!

      Excluir
    4. Senti firmeza agora.
      Parabéns!
      Não concordo com o seu posicionamento sobre armas, mas isso é outra questão.
      Também sou contra votar nulo. Acredito que quando dois candidatos são ruins, devemos escolher o menos pior, mas isso também não vem ao caso agora.
      Sendo assim, encerro por aqui.
      Agradeço sua atenção e tenha um bom dia.
      Abraço

      Excluir
    5. Grande soulsurfer, tranquilo?

      Apenas um pequeno comentário. Existe um ditado que fala mais ou menos o seguinte: em algumas situação, não fazer nada significa fazer alguma coisa.

      Digo isso pois, se você tem dúvida em ter um filho, não consegue decidir e por isso não o tem, significa que você já decidiu não o ter. Entendeu?

      Nessa situação "não fazer nada" está relacionado a fazer algo, que é não ter um filho...

      Abrs
      Nordestino Pirangueiro

      Excluir
    6. É verdade, colega. A omissão é a manifestação de algo, sem sombra de dúvidas.
      Quanto a ter filhos, eu creio ser a paternidade algo especial, e muito provavelmente gostaria de ser Pai.
      Grato pelo comentário.
      Abs!

      Excluir
  10. Boa Soul! Realmente em um país onde sempre escolhe nivelar por baixo.... poder ajudar de alguma forma gente que tenta sair da média ... é muito bacana ..

    Abs,

    ResponderExcluir
  11. Fala Soul, eu até entendo as criticas que você recebe, vejo da seguinte maneira: Primeiro você fala muito de viagens, isso fascina as pessoas, quem não sonha em viver viajando? Segundo você tem o emprego dos "sonhos", um cargo público bom e bem remunerado e por saber administrar seu dinheiro consegue viajar e conhecer culturas das mais distintas. A maioria aqui não ganha o que você ganha e dificilmente ganhará o que você ganha, logo podem achar que vc as vezes "viaja" nas idéias!! Eu particularmente gosto dos seus posts principalmente quando se fala de viagens, eu sei que ao longo da vida, eu vou viajar para lugares mais triviais onde todos comumente costumam ir, mas para poder acompanhar o seu ritmo será dificil, pois não vejo eu tendo um sucesso financeiro como o seu, se eu tiver um renda de 10k mensais na IF na melhor das hipoteses, consigo viver bem, mas não do jeito que eu queria !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Meu cargo, o qual devo voltar em algumas semanas, está longe de ser do "sonho". Entendo que para muitas pessoas pode ser, mas para mim está longe de ser.
      Eu acho que 10k uma quantia bem razoável para se ter uma boa vida, mesmo com filhos. Agradeço a mensagem e as palavras, e se você já gasta menos do que ganha, estuda sobre investimentos, e procura ter um consumo mais consciente, não tenho dúvidas que terá sucesso nos seus objetivos financeiros.
      Um abraço!

      Excluir
  12. Grande Soul!
    Inspirador, pra variar.
    Devo dizer, comentei tempos atrás aqui que tinha a intenção de viajar sozinho. Pois bem, o fiz e cara, que experiência incrível! Eu estou fascinado com as experiências que vivi, os lugares e as pessoas que conheci! É até estranho voltar 'a rotina'...

    Enfim, você foi um dos que me incentivaram a ter a melhor férias que eu já tive.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pobre Japa!
      Rapaz, que maravilha! Fico contente mesmo com a sua experiência.
      "Eu estou fascinado com as experiências que vivi, os lugares e as pessoas que conheci" sobre estes momentos que tento escrever, não apenas sobre viagens, mas trazendo uma visão mais ampla de mundo para uma gama variada de assuntos.
      Fico contente que tenha tido uma ótima experiência. A tendência é suas experiências melhorarem:)
      Abs!

      Excluir
  13. Grande Soul!

    Com certeza uma das coisas boas de escrever no blog é poder ajudar positivamente na vida de outras pessoas, isso não tem preço. Vc também me ajudou bastante com seu blog. O blog e os textos, enquanto ficarem por aqui na internet podem sempre ajudar mais e mais pessoas, que indicam os textos para outras pessoas e a coisa entra numa espiral contínua positiva. O povo brasileiro precisa MUITO da blogosfera, mesmo que não saiba, mas precisa.

    Você acredita que chegou um amigo meu do trabalho me mostrando o blog do VR? kkkkkkk Aí eu: ah nossa, parece bem legal esse blog, vou ler ele quando chegar em casa! Aí eu falei: Esse blog tem um parecido que gosto muito que é o pensamentos financeiros. kkkkk

    Fiz um pequeno post rápido agora que talvez lhe interesse.
    Releve o inglês macarrônico de cursinho, não usei nenhuma ferramente de tradução (não as uso mais).

    http://frugalsimple.net/global/

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Frugal!
      É verdade. Eu gosto de ver o jornal da cultura, e é impressionante, mesmo entre comentaristas mais famosos, o completo desconhecimento sobre noções básicas de finanças. Logo, a blogosfera financeira possui o seu papel sim, com certeza.

      É mesmo? Que massa hein! Eu ficaria muito surpreso se algum conhecido falasse de um blog de algum dos colegas, bacana mesmo.

      Cara, estou olhando exatamente os mesmos ETFs que você! Não vou comprar de países específicos (como no seu caso da Suécia e Alemanha, vou ficar apenas com o geral da Europa) e vou acrescentar um de países emergentes que achei bem interessante e com uma taxa de administração razoável (0,3%aa).

      Siga em frente com os seus artigos em Inglês.

      Um abraço!

      Excluir
  14. Olá, Soul!
    Acho importante incentivar boas iniciativas. Sigo seu blog e comecei a comentar há pouco tempo. Os postos são bem escritos sem palavrões e apresentam uma consistência argumentativa acima dá média. Gosto bastante do pensamento crítico que evita simplificações grosseiras de problemas complexos.A variedade de temas também é instigante. Por fim, parabenizo pela qualidade! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Falesaco.
      Grato pelo comentário, fico feliz.
      Um abraço!

      Excluir
  15. Que bom Soul Ainda existir esse tipo de relacionamento e confiança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Guardião!
      É mais fácil do que pensamos.
      Tudo bem contigo e com a família depois da crise que o seu Estado passou?
      Abs

      Excluir
    2. Sim
      Aqui vida voltou ao normal
      A "semana do ladrao" só reforçou a minha ideia que viver aqui não é uma boa.
      Tenho que dar um jeito de viver fora num futuro não longínquo

      Excluir
  16. Inspirador, Soul. Bacana quando a gente percebe que de alguma forma a gente acaba plantando uma sementinha em alguém!

    Parabéns pelo conteúdo do blog.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Aquela viagem, nossas conversas e aquela pizza certamente foram fortes influências nas decisões que tomei desde então.

    Aprendi muito sobre finanças aqui no blog, mas lá percebi que eu tinha que dar um rumo diferente na minha vida e o quão libertador isso seria.
    Sua bagagem cultural, pessoal e intelectual inevitavelmente acaba nos fazendo questionar algumas coisas em nossas vidas, fica aqui meu agradecimento mais uma vez, amigo! Estou onde eu queria estar!

    Eu lembro que você estava planejando a trip pela Oceania/Ásia, imagina o quanto aprendemos e mudamos nesse tempo todo?
    Quando eu voltar para o Brasil, vou lá te visitar pra gente trocar ideia sobre esses anos e trips incríveis!

    Grande Abraço!

    (E obrigado a todos os comentários sobre o vídeo dos amigos blogueiros (: )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Jhonatan!
      Só posso agradecer o feedback meu amigo!
      Estarei esperando quando do seu retorno.
      Um grande abraço!

      Excluir
  18. Soul, show de bola ajudar as pessoas. Eu criei o blog pra escrever sobre minhas peripécias mas o que mais me dá ânimo é responder aos leitores.

    Não sou um profissional, apenas escrevo o que faço mas é bem legal compartilhar as experiências com outras pessoas mas falando um pouco de perfil das pessoas podemos perceber que muitos gostam de ibope e de autopromover.

    Eu estava pensando em escrever sobre isso mas desisti pois é um assunto áspero. Esse comportamento é comum em muitas pessoas. Tem gente que gosta de usar a negação para se promover. Vive dizendo que não pode fazer, que não tem tempo, que não sabe fazer, que não gosta mas na verdade fala o tempo todo sobre o assunto. Daqui poderia falar sobre vários exemplos.

    Tenho uma amiga que vive dizendo que tudo acontece com ela e sempre vem com alguma coisa "ruim". Todo dia acontece algo tipo, no metro a velhinha só pede favor a ela, no trabalho vem alguém com ideia mirabolante e ela acaba sofrendo, na rua o sinal fecha bem no momento em que ela ia passar e isso só acontece com ela. Já viu pessoas assim?

    Trazendo para o contexto do seu post, existem pessoas que se autodenominam conhecedoras de alguns assuntos, principalmente economia e começam a ensinar, e outras que simplesmente ficam se vangloriando de seus feitos e dizendo que adoram ajudar os outros mas no fundo só querem se autopromover.

    Quando você respondem à uma crítica nos comentários você demonstra não se preocupar com ser o melhor nem o sabedor de tudo. Já ví várias pessoas excluirem comentários só porque não gostaram de ser criticadas ou não foram elogiadas. A crítica engrandece também. Crítica é a arte de apreciar méritos e deméritos visando ao aperfeiçoamento do assunto. No meu blog eu só excluo os comentários ofensivos com palavras de baixo calão ou ofensas à pessoas.

    E quanto à viagens..... ah... não tem como negar que esse é o maior investimento na alma, pelo menos pra mim.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Muito legal sua atitude de receber e dar atenção o leitor!

    Vou seguir seu blog agora...

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Valeu, espero que goste do conteúdo.
      Abraço!

      Excluir