quarta-feira, 13 de agosto de 2014

REFLEXÃO - SOBRE ALEGRIA, TRISTEZA E O IMPONDERÁVEL DA VIDA

                  Olá, colegas. Este meu artigo iria ser apenas sobre a alegria, porém depois do acontecimento de hoje, também tive que refletir sobre a tristeza e o imponderável. Comecemos pela alegria.

  Ontem, um Brasileiro ganhou a medalha Fields, conferir em http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/artur-avila-o-genio-brasileiro-cool-das-equacoes. Sou sincero ao dizer que não fazia ideia que esse prêmio existia. É conhecido como o “Nobel” da matemática. É um prêmio importante concedido a quatro matemáticos a cada quatro anos (outro fato interessante é que uma das ganhadoras foi uma matemática do Irã). Soul, por isso iria te trazer alegria?

                É claro que não dei pulos de alegria com a notícia, mas fiquei feliz ao saber que um brasileiro tão jovem tinha ganho um prêmio tão importante numa área que admiro tanto que é a matemática pura. Eu entendo pouco de matemática, mas tenho uma profunda admiração pela matemática e pela física.  Outra coisa muito bacana é que a área de estudo do Artur Ávila é matemática abstrata que pode vir ou não a ter aplicações práticas. Eu sempre achei esquisita a argumentação sobre  teoria e prática, e aqui não me refiro a ninguém em especial até porque isso é muito comum em nossa sociedade, colocando as duas em pontos antagônicos da existência humana, como se elas não fossem complementares e imprescindíveis uma para a outra, o que é um erro bem grave em minha opinião.  O conhecimento abstrato por si só já é engrandecedor, aliás como procurei ilustrar com a minha reflexão sobre as finalidades do dinheiro (http://pensamentosfinanceiros.blogspot.com.br/2014/06/reflexao-as-tres-finalidades-do-dinheiro.html), porém nunca se sabe as conseqüências práticas da busca pelo conhecimento puro.

                Algumas pessoas que torcem o nariz para a busca do conhecimento por si só, talvez se surpreendessem ao saber que a internet, o celular, aliás, quase tudo que usamos como tecnologia, são frutos de pessoas que se dispuseram a pensar sobre o desconhecido às vezes sem qualquer finalidade prática em mente a curto prazo. É o que Artur Ávila faz. Ele trabalha com sistemas dinâmicos, ou seja, sistemas que evoluem com o tempo e que podem ser sensíveis a pequenas perturbações (está relacionado com a teoria do caos). Portanto, num país onde as boas práticas não existem e onde a teoria é mal-tratada, até por causa do nosso péssimo sistema educacional, para mim é uma grande alegria ver um brasileiro se destacando num ramo do conhecimento onde o pensamento abstrato é de suma importância.

                A toda evidência, eu não faço a mínima ideia dos pormenores matemáticos dessa teoria.  Entretanto,  ao reler “A Lógica do Cisne Negro” estou bem na parte onde o autor fala do matemático Poincaré e sua contribuição à ideia de sistemas dinâmicos e da limitação do conhecimento humano na possibilidade de prever eventos futuros,  da nossa cegueira epistêmica ao imponderável, e isso me leva ao motivo da tristeza.

Artur Ávila. Espero que a conquista desse rapaz sirva de inspiração para outros jovens brasileiros e que desperte um maior interesse pela ciência e pela busca do conhecimento em nossas crianças.

                No dia de hoje, um acidente aéreo ocorrido na minha querida cidade de Santos vitimou sete pessoas, uma delas o presidenciável Eduardo Campos. Em minha visão, a vida de qualquer ser humano é digna, e não creio que existam vidas mais importantes do que às outras. Por isso, a morte das outras seis pessoas, muitas delas jovens, de uma maneira tão inesperada é algo muito triste. Porém, é inegável que um  dos principais candidatos  à presidência possui uma posição mais proeminente e cause uma comoção nacional maior.

                Eu também não conhecia bem Eduardo Campos. Apenas sabia que tinha sido governador de Pernambuco, Estado onde tenho raízes familiares, com um altíssimo nível de aprovação e pelo que vi no jornal da cultura ele foi reeleito com uma das maiores quantidades de votos da história do Brasil. Ele era um político relativamente jovem e representava  talvez uma tentativa de fazer uma política diferente no país.  Poderia não ser ideal ou ter cometidos erros, mas com certeza ele era muito diferente dos Renans, Sarneys e tantos outros políticos profissionais que conhecemos e que o Brasil não suporta mais.

                O falecimento de um político como esse dessa forma inesperada  a dois meses das eleições é algo muito triste e ruim para o país. A política do Brasil, já extremamente enfraquecida, fica ainda mais frágil.  Isso, e provavelmente esqueceremos, pois nosso cérebro não é projetado para lidar com a extrema incerteza, apenas mostra como o imponderável é decisivo em grandes acontecimentos históricos. O que vai ocorrer agora? A Marina será candidata? Será que ela pode ter força para ganhar a eleição (algo que Campos dificilmente teria condições - talvez as maiores chances dele seriam para 2018 )? Difícil saber.  O que se pode dizer é que o imponderável, um Cisne Negro, ocorreu hoje no Brasil e as suas conseqüências são impossíveis de estimar. Não é demais lembrar que a morte de Tancredo Neves mudou completamente a história recente do nosso país, pois muito provavelmente o nosso país seria outro com ele no poder do que foi com José Sarney, principalmente num momento tão crítico como foi o período da transição de uma ditadura para um regime democrático. Cito uma bela frase do Eduardo Campos proferida em sua entrevista ao Jornal Nacional ontem: "Não vamos desistir do Brasil. É aqui onde vamos criar nossos filhos, é aqui onde temos que criar uma sociedade mais justa….”
               
Eduardo Campos. Podia ter os seus problemas e suas falhas (qual ser humano não as tem), mas ele sinalizava com a possibilidade de se pensar uma política mais alinhada com os anseios de boa parte da população.


                Alegre e triste com o Brasil em menos de 24 horas, como a vida é dinâmica.  Eu particularmente não sou muito fã de mídias sociais, mas observei que muitas brincadeiras de gosto duvidoso estão sendo feitas com o acontecimento.  Às vezes penso que o “pseudo” anonimato da internet traz à tona algumas características lamentáveis dos seres humanos, porém creio que temos que aprender a conviver com isso, pois não parece um fenômeno passageiro.  Ficam aqui os meus parabéns ao brasileiro Artur Ávila e os meus sentimentos às famílias de todos que pereceram no acidente de hoje.


Um abraço a todos.

21 comentários:

  1. Grande texto Soul,

    Este prêmio também me deixou muito contente, assim como os ganhadores de diversos prêmios que poucos são divulgados, pois, sabe como é, colocam em foco o cérebro e não o corpo.

    Sobre o acidente, sinceramente fiquei pasmo duas vezes, uma pela minha total ignorância perante ao presidenciável, pois não lembrava que ele era um dos candidatos, e o segundo porque foi algo muito chocante para todos.

    Não conheço a matemática dinâmica, mas pelo que você disse deve ser algo próximo a lógica fuzzy da computação, muito utilizada em desenvolvimento de inteligência artificial. Na minha faculdade nós temos algumas áreas relacionadas a isso. É algo que eu acho muito interessante mas não sinceramente não tenho o 'feeling' para me aprofundar muito no assunto. Basicamente ele faz com que o sistema possa aprender sozinho, onde cada acontecimento novo muda completamente os próximos eventos. Mas acredito que a teoria do matemático deve ser isso elevado a quinquagésima potência.

    Sobre o dinamismo da vida, sinceramente concordo com você Soul, ela é impressionante, mas acredito muito deste dinamismo pode ser "moldado" por nós. É lógico que não podemos mudar algumas coisas, mas é como atirar várias bolinhas com um canhão, não saberemos onde todas elas irão cair, mas podemos mirar o canhão para ter uma base onde elas possivelmente estarão. :)
    Conceito muito filosófico este apontado por você :)

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Estagiário.
      Se você não conhece e estuda ciência inclusive no exterior, imagina eu? :)
      Porém, pelo pouquíssimo que eu li a ideia parece ser essa mesmo de um acontecimento novo mudando completamente a configuração dos próximos eventos.
      Uma vez um amigo meu físico disse que a matemática sempre está 50 anos na frente da física, ou seja podem criar as teorias físicas que sempre já tem matemática para dar suporte teórico. A matemática é uma das áreas do conhecimento humano mais vanguardista, se não for a maior.

      Eu acho que não temos muito controle sobre eventos que podem mudar a nossa vida, como o acidente de ontem, por exemplo. Acredito também que nosso sucesso pode ter uma pitada de sorte, mas concordo plenamente contigo que podemos nos ajudar sendo humildes, indo atrás do que gostamos e sempre sendo curiosos com o mundo não fechando a nossa mente para novas ideias.

      Abração!

      Excluir
  2. Vida que segue se mostrando de forma nua e crua...

    Na nossa blogosfera o choque recente da morte do Matuto, ontem a perda de um político de inegável envergadura política, que com apenas 49 anos despontava no cenário político nacional, após uma reeleição com cerca de 80% para governador de seu estado...

    Tiremos nossas lições!

    No cenário político enfrentaremos uma grande instabilidade ao meu ver, visto que Campos conciliava o radicalismo jovem e de certa forma inconsequente representado por Marina e uma posição de maior equilíbrio junto aos empresários e membros do agronegócio brasileiro. A Marina como candidata (se assim for colocada) terá mais votos, levará a disputa para segundo turno certamente, e possivelmente jogará o Aécio para terceiro lugar... Caso não seja candidata, no entanto, a Dilma se reelege e eu vou começar a considerar também o Canadá como um plano para meu futuro.

    Na verdade, não abordando o lado emocional da coisa, esta queda foi a meu ver extremamente prejudicial ao Brasil. Acho que o atual governo está minando as reservas e empresas brasileiras, mas não vejo a Marina como opção... A origem dela é a mesma, PT, suas posições remetem ao radicalismo vermelho do PSOL e não tenho convicção que esteja preparada para tal cargo, tampouco que tenha pulso.

    A morte de Campos neste sentido feriu duramente o país, o processo democrático, e poderá ter sérias consequências com um futuro menos radical que se desenhava.

    Abraço, Soul!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Guardião.
      Bom comentário. Não saberia dizer o que poderia ser o país com a Marina como presidente, o que ela pode representar. O fato objetivo é que parece ser uma pessoa comprometida com certos princípios. Além do mais, o "cabeça" dos seus planos de governos é o Eduardo Gianetti, que para mim é um dos melhores intelectuais vivo no Brasil atualmente. Porém, se ela está preparada ou não é difícil saber.
      Aguardemos o desenrolar dos acontecimentos, mas os próximos dois meses prometem emoções.

      Abraço!

      Excluir
  3. Prezado, Ávila já não é mais um rapaz; ele já é um homem maduro do alto de seus 35 anos. Com relação ao seu comentário: ...limitação do conhecimento humano na possibilidade de prever eventos futuros, da nossa cegueira epistêmica ao imponderável, e isso me leva ao motivo da tristeza. Ao contrário deveria trazer-lhe alegria; já que no dia que não mais existir cegueira epistêmica (sic) ao imponderável, a humanidade entrará em grande risco de colapso já que será eliminada uma das mais poderosas alavancas da evolução e sobrevivência da civilização humana: a esperança. Quanto a sua releitura do Taleb, bom saber. Aconselho que releia dessa vez com bastante calma e atenção, porque ao me relembrar de vários de seus comentários anteriores sobre o livro, sempre fica uma certa impressão que vc nunca o leu antes. Sds, Fábiano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fabiano.
      O que me causa tristeza é o falecimento de pessoas da forma como ocorreu, principalmente de um presidenciável, não com a nossa incapacidade de previsão.
      Ok, em sua homenagem, o farei a leitura com mais antenção.
      Abraço, colega.

      Excluir
    2. Não tinha reparado no outro comentário. E um rapaz não pode ser um homem maduro de 35 anos? Não creio que fazermos uma digressão semântica sobre o termo "rapaz" nos leve a algum lugar. Aliás, seria até mesmo uma postura contraditória do que Taleb acha uma postura intelectual inteligente, assumindo que você tenha lido com atenção o livro.

      Abraço.

      Excluir
    3. Soul, parece que os invejosos chegaram até seu blog. Algumas criaturas querem bagunçar o debate em vez de buscar mais conhecimento e mais lucros.

      Excluir
    4. Olá, colega.
      Cada um alcança aquilo que busca:)

      Abraço!

      Excluir
  4. Soul, este prêmio é muito legal. Mas é chato saber que o pesquisador mora e trabalha na França. Aqui no Brasil ele teria de gastar um tempão dando aulas para alunos de graduação viciados em facebook; perderia um tempo com as disputas políticas dentro e fora dos departamentos das universidades. Poderia também ficar preocupado com telefone mudo por falta de pagamento, com a falta de papel higiênico...


    Em relação ao Eduardo Campos, esse fato lamentável mostra várias coisas, uma delas é a necessidade de milhões de reais para se fazer uma campanha. São necessários jatinhos para os candidatos ,os assessores e os vices.Mais custos com hospedagem; confeccção de cartazes, outdoors...

    O resultado é que na democracia, os donos do dinheiro, apoiadores do candidato vitorioso, sempre têm seu voto com mais "valor" que o voto do recebedor de bolsa família, apesar do que fala a maioria sem muita informação . Uma espécie de voto censitário repaginado.....


    Até nos EUA é assim, com seus lobbies, com a contribuição de vários bilionários, a mais velha democracia do mundo. O dinheiro torna as empresas mais próximas do PODER.


    Do meu ponto de vista, achava que ele teria mais chance se viesse como vice e Marina na cabeça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Sim, ele realmente trabalha numa instituição francesa. Porém, creio que ele também trabalha numa instituição brasileira. Sim, realmente temos os nossos problemas na nossa academia, porém creio que outros países do mundo também devem ter.

      Sim, esse é um debate importante. Até que ponto o sistema democrático não é "contaminado" pelo afluxo de muito dinheiro de doações das pessoas mais ricas. É um tema realmente para se refletir.

      Abraço!

      Excluir
  5. Caro amigo,

    Tendo um matemático em casa, é incrível concordar com ele, contra o que lutei muito, quanto a "facilidade" da matemática, pois, ao menos nas coisas mais elementares, as afirmações são passíveis de serem logicamente demonstradas. Já no Direito, sempre tem alguém querendo criar uma teoria, cujo embasamento, na maioria das vezes, é pífio, quiçá, inexistente. Isto sem falar nos "argumentos de autoridade".
    Entretanto, apenas estou escrevendo por causa de uma palavra que conheci recentemente, cujo significado pode ter uma sensível ligação com o conhecimento descompromissado: serendipidade. Talvez o estudo de uma espécie de sapo na floresta amazônica possa, sem querer, levar à descoberta do câncer.... Por isso, fico tão magoado por saber como o conhecimento de modo geral é desprezado em nosso país.

    Abração,

    Canella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Cabella!
      Saudades irmão!
      Sim, exatamente, serendipidade, é por isso que as descobertas mais fantásticas às vezes são inesperadas, e o seu exemplo foi muito ilustrativo.
      Isso apenas reforça como devemos nos empenhar na rotina da vida diária, mas temos que deixar um espaço para o pensamento descompromissado e livre, pois nunca podemos saber quando a serendipidade pode bater a nossa porta e nos brindar com alguma consequência muito boa inesperada.

      Sim, em tempos de mídia social, é realmente assustador. Não há nada que tome mais do que cinco minutos da vida das pessoas, e já passam para outro assunto. Um texto mais denso as pessoas já reclamam de lei, como se o conhecimento verdadeiro não necessitasse de dedicação e concentração profunda. Fazer o que.

      É verdade, não lembrava desse fato. Ah, nós sabemos que o que mais tem no direito são "Argumentos de Autoridade", algo que do ponto de vista intelectual eu desprezo.

      Valeu, Canella! Espero que esteja tudo bem por aí:)

      Abração!

      Excluir
  6. Ainda vamos ver muitas águas rolarem até a eleição.

    ResponderExcluir
  7. Faltam todos os incentivos à pesquisa no Brasil, o cientista aqui não tem prestígio, não tem laboratório decente, não tem verba....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Realmente são vários obstáculos e empecilhos, você está coberto de razão. Isso só faz com que essa conquista seja ainda mais bacana do ponto de vista do mérito individual.

      Abraço!

      Excluir
  8. Minhas condolências à família do Eduardo, que se revelava a cada dia um grande homem e liderança política.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, amigo.
      Grato pela visita.
      Abraço.

      Excluir
  9. Fiquei sabendo que a esposa do Aecio e sua filha telefonaram em prantos para ele assim que souberam da notícia. Ficaram comovidas e ao mesmo tempo preocupadas. Foi algo muito trágico que afetou principalmente os candidatos. E me parece que o Aecio era bem proximo do Campos, de frequentar a casa... A Marina também ficou transtornada. Engraçado que antes da tragédia não tinha parado para saber quem era Campos, nem sabia que era neto do Arraes, me pareceu ser uma boa pessoa. Não li ainda o programa de governo da coligação, mas pretendo.

    Vi também de relance esta noticia do prêmio ao brasileiro, como este tipo de coisa nos colocam pra cima não é mesmo? Depois vou pesquisar com mais profundidade o assunto.

    Abraço e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, UB!
      É, amigo. O que eu vejo é que infelizmente, e as mídias sociais e essa avalanche de notícias, estão tornando as pessoas mais cínicas. Mas não é um cinismo inteligente tipo filmes do Wood Allen, é um cinismo destrutivo. Não se consegue ver mais bondade e gentileza. O Gianetti escreveu um belo texto sobre a morte do Campos na Folha e vários comentários falando que era piegas. O Aécio com certeza quer ser presidente, mas talvez ele tenha se abalado realmente com a morte do Campos. Enfim, um bom final de semana para você, amigo!

      Abraço!

      Excluir