quinta-feira, 23 de agosto de 2018

O CENÁRIO POLÍTICO ATUAL E COMO CHEGAMOS NELE (SOBRE CÂMARAS DE ECO IDEOLÓGICAS)


                Olá, colegas.  Tudo indo bem em minha vida e principalmente na gravidez da minha companheira (o que é o mais importante). A Serena se desenvolve bem, e em poucos meses minha vida irá mudar de forma completa, e estou muito feliz com essa mudança. 

               Do ponto de vista financeiro, vendi muitos imóveis, alguns que pelo plano eu colocava como meta em setembro de 2019, o que vem me surpreendendo positivamente. Aliás, pretendo fazer talvez mais umas 5-6 operações e talvez parar de mexer com isso. A quantidade de patrimônio já está ficando de um tamanho onde será possível ter uma IF aqui, e outra no exterior (na verdade já é mais do que possível, mas eu puxei os números um pouco mais), com patrimônios separados, o que é demais até para um conservador como eu. 

             Do ponto de vista de saúde, estou muito bem também. Passado o período de adaptação, estou treinando de segunda a sábado todos os dias crossfit, e em alumas ocasiões  até mais de uma vez por dia. Estou gostando muito mesmo, e venho melhorando, apesar de ser um pouco atrapalhado, em várias técnicas, e a cada conquista de um movimento vem um grau de satisfação.

                Feito um update pessoal, começo o tema do presente artigo. Eu teria vários tópicos para escrever: colesterol, o que comer e o que não comer, como analisar uma evidência científica, entre outros, pois é a espécie de tópico que venho me dedicando mais nos últimos meses. Porém, decidi escrever sobre política.


REALIDADE – O GUIA PARA NÃO ACEITÁ-LA


                O problema da ascensão de tipos como Trump (este , aliás, vendo um monte de pessoas do seu círculo interno sendo condenadas criminalmente,  não se diferenciando muito do Lula) e Bolsonaro, na verdade há inúmeros outros problemas, é uma espécie de “infantilização” da análise da realidade.  O que quero dizer com isso? Muitas pessoas, de maneira infantil, querem que a realidade seja da forma como elas entendem verdadeira.  Se isso não ocorre, elas “choram”, “xingam” , fazem “bico”, ou, o que é mais comum, ignoram por completo informações discordantes.

                Com a penetração cada vez mais forte de mídias sociais no dia a dia de boa parte das pessoas, esse tipo de fenômeno (ignorar a realidade) é cada vez mais comum, e isso tem uma explicação muito simples. 

         Algoritmos extremamente complexos cada vez mais conseguem mapear as preferências dos usuários de redes sociais. Logo, as pessoas são “alimentadas” no seu feed de notícias ou curiosidades, com assuntos e abordagens que já previamente coadunam  com os pensamentos e idéias prévios. Isso nada mais é do que esses algoritmos explorando uma fraqueza mental humana chamada Viés de Confirmação. Esse viés cognitivo nada mais é do que dar uma prevalência muito maior a informações que corroborem o que previamente se pensa, e ignorando informações contrárias.

                Esse tema já foi tratado diversas vezes nesse blog. O viés de confirmação é a mãe, ou o Pai, de todos os erros cognitivos. É uma postura completamente anti-científica. As mídias sociais vêm apenas ampliando de forma assustadora os efeitos desse viés na sociedade.  Além do mais, mídias sociais permitem que aconteça de maneira muito mais acentuada o que se conhece como efeito câmara de eco.

                Veja o vídeo abaixo (sugiro que o mesmo seja assistido em sua completude):

"O Fuher lidera e nós seguimos!". "O Fuher lidera e nós seguimos!". Canta uma multidão hipnotizada depois de ser perguntada sobre se queriam uma "Guerra Total" (isso quando a Alemanha já dava sinais que perderia a guerra). Qualquer semelhança com o comportamento de certos líderes e muitas pessoas nos dias de hoje não é mera coincidência.


                Isso é efeito câmara de eco. Pessoas são expostas a opiniões e fatos num sistema bem definido. A opinião de um reforça a opinião do outro, criando a sensação de que aquelas opiniões e fatos são indiscutíveis e apenas um tolo, “um comunista”, “um fascista”, “um idiota”, "um ateu", "um infiel" ou qualquer outra coisa, não consiga enxergar o que as pessoas dentro de uma câmara de eco ideológico observam.

                O vídeo do célebre discurso “Guerra Total” de Goebbels mostra com perfeição os efeitos que o viés de confirmação junto com o efeito câmara de eco podem provocar. Esse discurso foi feito em fevereiro de 1943, quando a guerra já estava entrando numa fase desfavorável a Alemanha. O discurso não foi feito em 1940 quando a Alemanha visivelmente parecia ser indestrutível, mas sim em 1943. Logo, qualquer ideia contrária ou mais sóbria sobre se fazia sentido o povo alemão mergulhar numa “Guerra Total” seria completamente esmagada pelo ambiente criado pelo discurso.

                Mídias sociais servem como câmaras de eco. Os algoritmos escolhem as informações que apenas corroboram o que previamente achamos correto (viés de confirmação) e as pessoas alegremente compartilham isso com grupos de pessoas e amigos que comungam das mesmas opiniões.

                Por isso, as redes sociais podem ser extremamente deletérias para um debate produtivo, ao contrário do que se imaginava quando elas ganhavam mais tração e adeptos. Quando se é pego num loop de viés de confirmação e efeito câmara de eco, a análise da realidade fica comprometida, e há uma “infantilização” da análise da mesma.  Se a realidade não é o que o meu grupo acredita ser o correto, é mais fácil brigar com a realidade do que com as idéias do grupo.

                Não caia nessa, prezado leitor, a habilidade de analisar a realidade como ela se apresenta, e não como acreditamos que ela deveria ser, é de extrema importância para se compreender o que acontece no mundo, bem como para se criar estratégias de como agir neste mesmo mundo.


SOULSURFER EM 2016 AVISA

                Há mais de dois anos, logo após o Impecheament , eu escrevi (pode ser conferido aqui) , o seguinte:
 Sem perceber, estão criando condições para que o PT se reconstrua. Eu tinha escrito que achava que Lula estava acabado do ponto de vista de eleições presidenciais, assim como o PT. Ainda acredito nessa hipótese, mas não imaginava que se poderia fazer tanta besteira. 

 Quem trabalha com direito sabe que a pior coisa é não ter argumentos. Tudo o que um bom advogado precisa é um argumento. Não precisa nem ser bom, mas ele precisa existir. O PT estava asfixiado. De um lado uma presidente que estava indo contra tudo que ela  disse nas eleições, mas evidentemente o partido não poderia tirar o apoio a ela, pelo menos não oficialmente. Do outro lado, apanhava que nem cachorro nos casos de corrupção. Não havia qualquer argumento para o PT. Era agonizar até o final de 2018.

  Agora, o partido tem. Golpe e ataque a direitos sociais viraram o mote. Ele é bom? Não, não é, mas é um argumento. Fizeram um grande favor de tirar o enorme bode da sala que era Dilma Roussef. Se a crise institucional não se agravar, e absolutamente ninguém pode garantir o contrário, e realmente tivermos eleição em 2018, a ex-oposição pode esquecer que não terá muitas chance e desconfio que o PT, e os alegados 20% de votos do Lula, podem valer e muito para dar a eleição para um Ciro Gomes ou Marina.”


                Eu escrevia isso, pois num outro texto de alguns meses antes (pode ser conferido aqui), quando o impecheament da Dilma ainda não era uma realidade , afirmei  que o PT e o Lula estavam “acabados”. O que era algo incrível, tendo em vista a popularidade  de mais de 80% com a qual o Lula deixou a presidência.

                Porém, nesses dois anos motivos e mais motivos foram dados para que o argumento do PT e Lula pudesse ganhar mais e mais credibilidade junto a uma parcela maior da sociedade brasileira. Foram vários: malas de dinheiro de assessor do presidente Temer sendo ignoradas (mesmo com filmagem), fundamentações duvidosas no caso da condenação do Lula no caso triplex, denúncias contra o Temer barradas na câmara, a esdrúxula decisão do TSE sobre a cassação da chapa Dilma-Temer, etc, etc. Aliás sobre o TSE, foi isso que escrevi um ano antes da decisão:

“ Se o TSE não cassar a chapa Dilma-Temer, alguma coisa de estranho ficará no ar, pois ou as delações não são verídicas, algo que parece improvável, ou o TSE precisará de muito malabarismo intelectual e jurídico para se justificar

                Nem eu imaginava que o malabarismo jurídico seria tão grande. É evidente que fizeram bobagem. É por isso que Lula dos seus 20% de 2016 está em 40% pela última pesquisa datafolha. “Mas como, isso é um absurdo!”. “Mídias petralhas, pesquisas compradas”. “O Povo vai eleger o Bolsonaro no primeiro turno, isso é coisa de comunista”.  “O povo brasileiro é horrível mesmo, um presidiário liderando as pesquisas”. Sim, sim, amigos. Muitas pessoas vão dizer isso, numa análise infantil da realidade.

                O que é incrível, é que não sou profissional disso, não me interesso tanto pelo tema, não ganho absolutamente nada para refletir sobre esses temas e não tenho nem mesmo treinamento formal em ciência política, mas dois anos atrás me parecia óbvio que o cenário atual poderia acontecer, o que coloca em cheque muitas dessas análises feitas por profissionais de "consultorias políticas".

                Com 15-20%, Lula poderia no máximo pender para um ou outro candidato, e ter uma certa influência (por isso citei a Marina e o Ciro).  O PT não teria chances de voltar ao poder. Agora, com 40%, é bem provável que o candidato do PT apoiado por Lula (Haddad) chegue ao segundo turno com chances enormes de vitória se o outro candidato for o Bolsonaro.  Sim, no afã de prender o Lula a qualquer custo, de manter um presidente impopular e corrupto como o Temer, muitos contribuíram de forma inconsciente para ressuscitaram o PT e o próprio Lula.

               
O QUE ESPERAR AGORA?


                Muito difícil saber. Lula, condenado e preso, se concorre ganharia com folga, talvez até mesmo no primeiro turno. No segundo turno, ele ganharia disparado. O que dizer do nosso País numa situação como essa? Em segundo lugar, vem o Bolsonaro.  Em março de 2016 escrevi:

“    O meu maior receio é alguém sem qualquer preparo técnico, com clara tendência fascista como um Bolsonaro da vida, ganhe relevância maior do que merece, ao ponto de ser cogitado como um presidenciável com chances de ganhar. Espero que a maioria dos brasileiros, os que foram às ruas incluso, não queiram esse retrocesso institucional, pois além de um sujeito como ele não ter qualquer resposta para perguntas como gastos públicos, previdência, etc, ele ainda aprofunda receios, medos e preconceitos que realmente o Brasil não precisa"

                Eu nunca imaginei que o Bolsonaro tivesse chance de ganhar a presidência. O meu maior temor é que ele virasse uma força importante, e isso ele realmente virou, pois possui 20% das intenções de voto muito bem asseguradas. Para a esmagadora maioria desses 20%, tanto faz se ele recebeu auxílio-moradia  por vários anos(que ele mesmo diz ser imoral, o que é uma contradição clara e evidente no discurso fácil moralista dele), se ele é político há quase três décadas (mesmo com o discurso de renovação da política) ou se ele compara um negro a um porco, e depois diz que foi apenas uma brincadeira de mau gosto. Nada do que ele fizer ou disser vai mexer muito nessa margem consolidada dele. É como o cântico no discurso “guerra total”: “O Fuher lidera, nós seguimos” (“O Mito lidera, nós seguimos”).

                Essa é uma faceta de nossa sociedade, e é muito mais inteligente tentar entender porque tantas pessoas podem se deixar enganar por um sujeito tão despreparado, do que brigar com a realidade.  Eu acredito que Bolsonaro não tenha chances significativas no segundo turno, como sempre acreditei desde 2016, e as pesquisas demonstram que esse é o cenário mais provável. O que me assusta é que há mais de dois anos, já escrevia sobre o despreparo dele em lidar com questões simples que qualquer presidenciável sério deveria saber. 

                 Passou-se esse tempo todo, ele vem numa crescente desde então, e o cara ainda não conseguiu se preparar, nem que seja para enganar em respostas de 1-2 minutos, minimamente para perguntas que fujam de temas como “kit gay”, “política de gênero”, “porte de armas”, “e bandido bom é bandido morto”. É incrível. Qualquer pessoa em dois anos poderia ter se preparado minimamente.  

                O Brasil foi sendo empurrado pouco a pouco para essa posição paradoxal. Tenho a sensação de que a eleição de 2018 não irá apaziguar o país. Se o Bolsonaro eventualmente vencer, apesar de considerar difícil , o Brasil se tornará ingovernável mais do que já está. Se o Haddad vencer, é bem provável que o tumulto político e social continue e até mesmo se aprofunde.  A Marina talvez serviria para ser presidente, ou primeira-ministra, de países avançados como Dinamarca, Austrália, Nova Zelândia, e com a história de vida dela seria muito provável que ela se elegesse nesses países. Porém, creio que um governo com ela, com o sistema político atual, o Brasil também tenderia a aprofundar a ingovernabilidade, pela ausência total de apoio a ela.

                Os dois candidatos que talvez pudessem ter mais força e governabilidade seriam Ciro Gomes e principalmente Gerald Alckmin, mas não acredito que eles tenham forças para chegar ao segundo turno.  Portanto, o Brasil caminha para continuar com mais anos turbulentos pela frente do ponto de vista político e econômico.

                Terminando esse artigo, concluo orientando todos a fugirem de câmaras de eco ideológicas. A maneira mais fácil de fazer isso é saindo de redes sociais e procurando informações contrárias ao que você, prezado leitor, acreditar ser verdadeiro. Apenas assim a percepção da realidade é aumentada e a nossa capacidade de compreensão da mesma.
              
                     Abraço a todos.

114 comentários:

  1. "porque tantas pessoas podem se deixar enganar por um sujeito tão despreparado, do que brigar com a realidade".
    Caro, nessa você exagerou, se colocando como "o" iluminado e vaticinando um suposto despreparo (se for, seria novidade nos presidentes brasileiros?).
    Para você, a pessoa votar no Bolsonaro é por ela se deixar enganar. Já parou para pensar que talvez uma parcela do eleitorado não se importe tanto com algumas questões colocadas por você e valorize outros aspectos que, talvez, para você não tenham importância?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      O despreparo dele é patente, ele mesmo admite isso de forma indireta. Eu teria uma postura de "iluminado" se simplesmente repetisse argumentos de minhas próprias câmaras de eco. Está claramente dito no texto que uma postura inteligente é se perguntar e analisar porque tantas pessoas admitem que um sujeito tão despreparado possa ser presidente.
      Uma explicação possível é que ele enfrenta problemas complexos que afetam a qualidade de vida de muitos e muitos brasileiros (como a violência) com soluções simples. Muitos vem nisso alguém que realmente via mudar o cenário. Eu creio que essa é uma explicação. Por mais que as "soluções" dele sejam simples e muitas sem pé nem cabeça para segurança, isso de alguma maneira atrai muitas pessoas. Ótimo, esse é o tipo de análise que deve ser feito.
      Quais questões colocadas por mim o eleitor em bolsonaro não valorizaria? Ética, por exemplo? Pois foi basicamente isso que eu coloquei no texto.
      Um abraço!

      Excluir
    2. O Lula era preparado para ser presidente?

      Excluir
    3. no Bolsonaro acredita em histórias da carochinha de que qualquer um com uma arma irá acabar com os bandidos, a corrupção vai acabar, o mundo será maravilhoso depois da posse dele.

      Excluir
  2. Bom Dia, Ótimo post. Nós brasileiros estamos lascados de qualquer jeito. temos é que seguir a vida, trabalhar, correr atrás e deixar o que tiver que acontecer, acontecer. E o lançamento do livro sobre leilões?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, colega.
      Essa é uma postura quase que "búdica" da sua parte, com a qual concordo quase 100%.
      Não sei, colega. Depois da descoberta da paternidade, não voltei a trabalhar no mesmo para terminá-lo.
      Um abs

      Excluir
  3. Blog do reinaldo azevedo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi, colega.
      Está a dizer que essa é uma postagem do Reinaldo Azevedo? Não, aqui é o soulsurfer mesmo:)
      Abs

      Excluir
  4. Caralho, que análise incrível. Meus parabéns pela sobriedade, você retratou exatamente a situação que nos encontramos. Este vídeo do Gobbels realmente mostra o eco que os 'torcedores' do mito estão reproduzindo, de forma totalmente incoerente e infundamentada.

    Neste momento temo pela nossa nação e pelas propostas que nós são apresentadas.

    Meus parabéns pela qualidade das postagem.

    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Gostava muito dos seus textos entretanto os últimos estão super cansativos!! Acho que o leite ta derramado e agora não adianta ficar chorando ou dar uma de isentão tipo sou muito inteligente e vejo coisas que ninguém esta vendo, eu avisei - isso não adianta nada agora- isso sim é fugir da realidade. Vejo o crescimento do Bolsonaro extremamente positivo, o Amoedo tendo uma receptividade boa também é extremamente positivo. Alckmin esta pagando pelos erros dos tucanos os quais foram coniventes com o PT e covardes durante 16 anos. Marina, Ciro e PT é tudo de pior que existe é a multiplicação da miséria,ignorância, é o discurso de vitimismo e perversidade. To preocupada com o dinheiro sim, sabemos que se esta escória ganhar estaremos afundados e cada real adquirido e suado q temos não valerá mais nada, a miséria que já é gigante vai aumentar a violência explodir de vez. Temos que tentar mudar ou melhorar com o que temos agora, não com o que poderia ter sido ou deveria ser. BOLSONARO 17

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana,
      a) Quais últimos textos estão cansativos? Sobre metabolismo da glicose ou a homenagem ao VC? Estes foram os últimos. Se cansar, basta não ler.
      b) Amoedo tem menos votos do que o Cabo Daciolo. Tem certeza que está vendo os mesmos números daqueles divulgados pelos órgãos de imprensa. Aliás, o Cabo Daciolo nada mais é do que um Bolsonaro sem filtros. Quem gosta das ideias de Bolsonaro deveria ver o Daciolo como uma continuação lógica.
      c) Sim, é possível que tudo isso aconteça se o Bolsonaro não ganhar, e se algum dos outros que você apontar ganhar. É possível até que o Botafogo ganhe um título importante, vai saber o que pode acontecer se essas catástrofes todas ocorrerem ao mesmo tempo.
      d) Se tiver algo mais específico, posso comentar.

      Abs

      Excluir
    2. Amoedo já tem mais de 5x as intenções de votos do Cabo... e nem foi em debates.

      Excluir
  6. Sempre bom ler seus posts, Soul.

    Estou meio preocupado com essas eleições. Não gostaria de ter o mito como chefe de governo, mas enxergo isso como uma possibilidade cada vez mais próxima. Também não gostaria de ter o PT novamente no governo.

    Enfim, do ponto de vista estratégico, uma coisa que ainda não estou entendendo é a estratégia do PT e a bagunça que ele vem fazendo com a insistência em manter o Lula como candidato e o Haddad a vice. E a Manuela de fora da chapa sendo que toda hora é digo que ela será a vice. Enfim, assunto pra outra ocasião.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega,
      A estratégia é muito simples. Lula com 40% e quase ganhando no primeiro turno é o cabo eleitoral (tanto que até o Meireles que é do partido do governo tenta se aproximar do Lula e quase negar o fato que ele é do MDB) perfeito. Com o registro da candidatura, e ainda mais com a decisão do órgão da ONU de direitos humanos, o argumento de perseguição ganha força. O Haddad enquanto isso viaja o nordeste dizendo da "perseguição" do Lula e se fazendo conhecer. O PT vai tentar que o nome do LULA apareça na urna eletrônica, se isso ocorresse, iria ser a desmoralização total e certeza de segundo turno para o PT. Vão tentar levar até o máximo que der, e tentar a transferência de pelo menos 50% dos votos para levar Haddad ao segundo turno. Transferência maiores do que 50% colocam o PT lá.
      Esse cenário era impensável há dois anos, mas a infantilização da análise, e as bobagens seguidas que vários setores foram fazendo, fez que isso se tornasse possível.

      Um abs

      Excluir
  7. Engraçado comparar a situação do trump (onde os indiciados são pessoas que trabalham ou trabalharam para ele, numa tentativa bastante desesperada do tal deep state em achar algo contra ele) com o lula (condenado e confirmado pelo trf ele próprio, por corrupção, lavagem).

    Depois ainda lemos que, no caso do lula, temos "fundamentações duvidosas no caso da condenação do Lula no caso triplex".

    Todo esse malabarismo para atacar o bolsonaro, que realmente não é um esplendor de candidato, mas que dificilmente podemos dizer que é o pior que temos no momento.

    Se for para citar mau exemplo, ao invés do trump (que querendo ou não está fazendo um governo bom para os americanos), poderia citar o maduro, ou o presidente da africa do sul, sendo que ambos estão causando crises humanitárias graves com suas atitudes, mas talvez esses dois não sirvam de mau exemplo pois não são "de direita".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      a) Virou moda agora o termo "deep state". A comparação com o Lula, foi que no Mensalão, ele disse que nada sabia, mas muitos das pessoas de sua confiança foram condenadas. É o que está acontecendo com o Trump. São muitos, os dessa semana foram o ex-advogado dele de vários anos, e o ex-chefe de campanha.
      a.1) Se você considera Deep State os órgãos de inteligência, o FBI, etc, etc, então sim há um complô contra o Trump armado pelas "Fake News", já que elas são "inimigas do povo" (um discurso que faria até mesmo o Chavez ficar corado). Mas, um presidente que diz na frente do presidente da Rússia que os seus próprios órgãos de inteligência estariam errados em relação à interferência russa, realmente é preciso muita paranóia e teoria da conspiração para justificar os seus atos.
      b) Sem dúvida. Lula foi condenado em segunda instância e não pode ou poderia concorrer. O que o PT está fazendo é forçar a barra. Agora, segunda nossa constituição, assim como afirmou o próprio Bolsonaro, ele não poderia estar preso sem o trânsito em julgado, ou sem que houvesse algum fundamento cautelar para tanto. São duas coisas distintas.
      b.1) Sim, não sei se você se deu o trabalho de ir um pouco mais a fundo. Mas, na denúncia do MPF, o Lula é acusado de ter se corrompido por causa de quatro contratos supostamente fraudados com Petrobrás, sendo o tríplex uma forma de pagamento via lavagem de dinheiro. Na sentença do Moro, entretanto, esses 4 contratos não apareceram. Em Embargos Declaratórios (que servem para aclarar o julgado), o Moro disse expressamente que o triplex não tinha que ver necessariamente com contratos da petrobrás, mas fazia parte de uma "conta geral de propina", sendo que o Lula teria praticado o famoso "ato de ofício indeterminado". Ou seja, ele se corrompeu, mas não se apontou especificamente qual teria sido o ato de corrupção. Isso é extremamente polêmico e complexo, e há diversos juristas que entendem que houve forçação de barra. Isso sem falar do outro crime, a lavagem de dinheiro com um bem imóvel. Geralmente, se faz lavagem de dinheiro com dinheiro ilegal de preferência no exterior (como o Cunha). Nesse aspecto, se comparado com filmagens de assessores correndo com malas de dinheiro, é sim, em minha opinião, uma fundamentação no mínimo duvidosa. Porém, o Judiciário decidiu assim, e só cabe recurso. É assim que funciona numa Democracia.
      c) Ele é o pior que temos no momento. Até mais do que o Daciolo (Bolsonaro sem filtro), pois este ao menos está sendo sincero nos debates.
      d) Meu amigo, o Maduro está levando o a Venezuela para o abismo. O que você quer que se fale? Isso de colocar Trump de um lado, maduro de outro, também é outra forma de infantilização do debate. Ao invés de se falar que o Maduro é isso ou aquilo, seria mais inteligente da parte do Brasil pensar uma forma inteligente e estratégica de como lidar com a situação. Uma primeira coisa seria dar mais atenção ao que está acontecendo em Roraima para acolher os refugiados Venezuelanos. A outra seria como tentar trazer mais moderação a Venezuela. Eu acho que nessa altura ser difícil, mas é papel do Brasil fazer o que está ao seu alcance para que a situação não descambe para uma guerra civil que só trará aspectos negativos para o próprio país.

      Abs

      Excluir
    2. Um presidente que transa com atriz pornô sem usar camisinha é um irresponsável completo.

      Excluir
  8. Nessas eleições eu tenho 2 opções de voto.
    1° Alckmin. 2° Nulo. Concordo com o que você fala que talvez Ciro tenha capacidade de articular um governo minimamente estável, mas jamais votaria nele. Entre ele e Marina, esta ainda tem alguma chance de ganhar meu voto, Ciro não tem a menor chance.
    Eu concordo com muitas ideias de Bolsonaro, principalmente em relação à segurança pública e a forma como bandidos devem ser tratados, mas não votaria nele pra presidente. Ele é claramente despreparado. Além de destemperado, agressivo.
    Eu nunca votei no PT, sempre fui contra o partido. Mas fui contra o impeachment. Na época amigos chegaram a me criticar por não ir as manifestações. Eu sempre achei que o melhor seria deixar o PT sangrar até as eleições deste ano.
    Não acredito que Haddad ganhe a eleição. Ele perdeu pra prefeito em SP. Fora que não fez alianças com partidos com grande capilaridade. Se Alckmin passar pro 2° turno, o que espero, PMDB deve fechar com ele. Isso daria ao Alckmin grande capilaridade. 5 dos 6 maiores partidos estariam na base dele.
    Eu acho que o Bolsonaro nessas eleições representa um risco maior que o PT. Tenho visto muita gente, de diferentes classes e grupos, dizendo que votará nele.
    Com relação ao Trump, eu concordo com você. Mas teria votado nele. Realmente achava que havia opções melhores no partido republicano, mas entre a pior opção dos republicanos e uma Hilary não teria dúvidas em quem votar.
    Essa semana assistindo a fox news vi que há entre os democratas tradicionais uma crescente insatisfação com os rumos do partido. Espero que seja um movimento que ganhe proporções e leve os democratas de volta para o centro. Os democratas depois do Obama abriram as portas pra figuras nefastas, um discurso anti americano, de uma esquerda retrógrada, parecida com a que temos na América Latina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá colega, por partes.
      a) Não há menor chance de um segundo turno Ciro x Marina, então você não precisará passar por essa "escolha de sofia".
      b) Como quais? O discurso sobre segurança do Bolsonaro é vazio. Há sim muitas bravatas, mas ele é um discurso oco.
      c) "Eu sempre achei que o melhor seria deixar o PT sangrar até as eleições deste ano." Mas isso era óbvio e evidente ainda na época. Se fosse um impeachment por atos de corrupção, se houvesse indícios claros, aí sim. Agora forçar o impeachment por pedaladas fiscais e depois barrar duas denúncias por corrupção (com provas em áudio e vídeo) contra o vice que tramou a derrubada do governo foi de uma estupidez sem tamanho. Falta de análise estratégica mesmo. E isso não ajudou em nada, nem do ponto de vista econômico, pois a inflação iria ceder com Dilma ou sem Dilma, depois de passados os efeitos do choque da liberação de reajuste dos preços administrados e da melhora da seca.
      d) Contra o Bolsonaro a chance é grande de vitória de Haddad. Contra o Alckmin eu concordo contigo, o difícil é o tucano chegar lá.
      e) Eu creio que ele tem um limite, e as limitações dele vão aparecendo. Ele possui uma rejeição enorme entre mulheres, e as mulheres possui um percentual grande de votos indefinidos. Além do mais, ele possui a maior rejeição com 40% de pessoas dizendo que não votariam nele de jeito nenhum, isso, do ponto de vista puramente de análise, é algo muito difícil de se contornar.
      f) O movimento é pendular, amigo. Não reconhecer isso é que leva as pessoas a cometer tantos erros de análise. Esse afã do Trump de atacar tudo e a todos vai fazer apenas que haja uma reação contrária com força ainda maior (a conferir se os democratas recuperam alguma das casas, ou as duas).

      Um abs

      Excluir
  9. E quanto ao partido Novo? Amoedo ao meu ver seria a melhor opção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto das ideias desse partido. Infelizmente ainda não tem público. Pra mim, Amoedo seria o melhor pelas ideias.

      Mas acredito que não teria chances de governar.

      Excluir
    2. Olá Soul,

      Legal seu post. Posso resumi-lo como um aviso para sairmos das bolhas que criamos ou caímos.

      Eu, até pouco tempo atrás estava indeciso sobre em quem votar. Hoje, pendo para o lado do Bolsonaro.

      Apesar dos contras que você citou no texto, acho que ele é o diferente com mais chances de ganhar. E por diferente digo no sentido de governar. Ciro, Marina, Alckmin pra mim, manteriam tudo como está.

      o Amoedo é outro que enxergo mudanças. Posso votar nele também. *Na verdade é o que mais me agrada.

      Apesar das minhas preferências, concordo com você que apenas dois talvez tenham condições de governar. Nesse caso, com certeza escolheria o Alckmin. Seria o voto que julgo "menos pior".

      Logo, concordo com sua conclusão "Portanto, o Brasil caminha para continuar com mais anos turbulentos pela frente do ponto de vista político e econômico."

      Para mudar isso ai, precisamos eleger deputados, senadores e tudo o mais de acordo ao presidente que escolhermos. Caso contrário, por mais bem intencionado que o presidente seja, duvido conseguir algo.

      E para finalizar, Soul, você viu a entrevista do Bolsonaro no Rodaviva?

      Abraço!

      Excluir
    3. Olá, I.I. Tudo bem?
      Veja, faz tempo que quero fazer um artigo sobre isso, mas o seu comentário apenas aumentou a vontade de fazê-lo. Nem toda mudança é benéfica, mesmo que uma mudança de um estado aparentemente ruim. Em biologia, quase todas mutações são maléficas à sobrevivência do indivíduo, são poucas as benéficas que irão gerar vantagens adaptativas. Na Economia, a mesma coisa, a maioria das novas ideias, e empresas, simplesmente não vão para frente.
      Portanto, precisamos ter um olhar um pouco mais sóbrio quando as pessoas falam em mudança.
      Porém, concordo contigo que muitas coisas precisam ser mudadas no Brasil, a começar pela forma de fazer política. Se este é o seu intento, é difícil entender como o Bolsonaro possa ser uma resposta coerente. Ele representa o que há de mais velho na política, com suas três décadas como político profissional, com sua família formando um feudo na política e enriquecendo com isso, com o fato de ele ter circulado por inúmeros partidos esquisitos como o PP. Simplesmente, ele é mais do mesmo de uma forma piorada.
      Mas, se você ponderou e acha que essa é a melhor escolha, isso é do jogo democrático. O que podemos é discutir de forma sadia e madura sobre aspectos programáticos de um candidato ou outro.

      I.Inglês, eu ouço muito podcasts em inglês. Porém, eu não consigo digitar um texto e realmente prestar atenção num podcast mais técnico em inglês. Assim, quando tenho trabalho mais "braçal" intelectual, eu coloco vídeos em português. Vi diversas horas de entrevistas do Ciro, Marina e Bolsonaro. Logo, eu consigo ver para além dos esteriótipos fáceis que colocam num ou outro candidato. O caso mais emblemático é o Ciro Gomes, que é um sujeito no mínimo complexo, mas que muitas vezes colocam-se um ou outro rótulo nele e pronto.
      Dito isso, sim, eu vi o roda via, e achei uma lástima do começo ao fim, tanto pela postura dos jornalistas, como por algumas respostas do Bolsonaro. Foi furo para todos os lados.
      Ninguém, absolutamente ninguém comentou, mas no começo da entrevista Bolsonaro diz que um militar acusado de tortura e condenado em segunda instância não poderia ser considerado culpado, pois está em nossa Constituição que a pessoa é presumida inocente até uma decisão definitiva. Ele está absolutamente correto. Mas, unamos o tico com o teco, esse não é exatamente o caso do Lula?
      É contradição em cima de contradição quando se dispõe a ouvir algumas horas do Bolsonaro falando. Se não acredita, assista os 10 primeiros minutos do programa.

      Um abraço!

      Excluir
    4. Anon, depois que li o livro "23 coisas que não nos contaram sobre o capitalismo", confesso que fico com receio do NOVO. Eles são muito liberais pro meu gosto, e não acho que o caminho seja esse para um país como o nosso. Enfim, vale uma leitura do livro.

      Obs: o livro não é uma apologia ao socialismo. É uma crítica ao livre mercado. O autor mostra, com números e dados de diversos países, como o livre mercado piorou algumas situações em relação ao capitalismo mais voltado para ao bem estar social.

      Excluir
    5. Bacana seu ponto de vista, mas estatisticamente o livre mercado é milhares de vezes mais vantajoso que o nosso atual modelo. Um exemplo, se nao existisse o monopolio do Correios, do transporte publico ou da venda de combustível pela Petrobras, imagine as melhorias que nao teríamos na prestação desses serviços ou na redução dos preços no caso dos combustíveis. Criticar o livre mercado é válido, modelos nao sao perfeitos, mas infelizmente o nosso atual modelo é bem falho e acaba tendo muitas disfunções que nao deveriam existir, como por exemplo as desoneraçoes de impostos para grandes empresas, sem aparente retorno. O Amoedo tem propostas contra isso.
      https://www.google.com.br/amp/s/m.huffpostbrasil.com/amp/2018/08/23/amoedo-sobre-crise-da-coca-cola-o-brasil-exagera-nas-renuncias-fiscais_a_23507483/

      O intuito nao é te convencer de nada, apenas te mostrar as vantagens do outro lado.

      Excluir
    6. Último anônimo,
      Você está correto, e sua resposta, ao meu ver, é acertada e ponderada.
      É evidente que há diversos caminhos, não ha apenas uma receita. Nem todos países se comportam como os EUA. A Dinamarca é diferente que é diferente da Coréia do Sul que nada tem a ver com a Austrália.
      Agora, todos esses países (não estou tão certo da Coréia do Sul) possuem grande liberdade econômica, e isso é importante, e é empiricamente demonstrado que é importante. Não há muito o que se discutir aqui.
      O Brasil é muito emperrado, burocrático, e mais liberdade econômica realmente faria muito bem. Porém, os problemas brasileiros não se resumem à liberdade econômica, em minha opinião, e precisamos reconhecer isso.

      Um abs



      Excluir
  10. Ainda tenho dúvidas se isto é um "wishful thinking", mas estou alinhado às previsões de Lula: na hora da apuração, vão sobrar os candidatos do sistema. Hadad e Alckimin.
    Penso tbm q as mídias sociais na forma em que conhecemos hoje estão em declínio, e as interpelações ao Facebook nos EUA e na UE são apenas o começo do caminho para sua derrocada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega. Eu acho difícil o Alckimin abocanhar tantos eleitores de Bolsonaro. Porém, há muitos indecisos, principalmente sem o Lula ( que de 15% salta para 30%), e talvez ele consiga pelo tempo de televisão reverter, a conferir.
      Não tenho a menor dúvida que o PT quer o Bolsonaro como adversário, pois ele é derrotável, aliás acho que a maior probabilidade seria essa. Num segundo turno com Alckimin acho difícil o Haddad derrotar.
      Sobre a derrocada de redes sociais, eu não contaria com isso, e nem sei se é necessariamente desejável. Mas que há muitos problemas com o uso dessas ferramentas, isso com certeza há.
      Abs

      Excluir
  11. Soul, vejo muito do endeusamento do Bolso do antigo Lula, provavelmente isso deve dar ruim novamente.
    O comentario que você fez do Bolso só evidencia que sempre foi assim, sem alternativas, pessoas negando a realidade em nome dos seus interesses ou pelo simples viés de confirmação.
    Eu sou liberal, meu voto é de alguém que realmente é um liberal, vou votar no Amoedo. Realmente ele nao tem chances de ganhar, mas pelo menos nao vou cooperar com a bagunça que ta ai.
    Só que na minha opinião um Bolsonaro ainda é melhor que um Ciro Gomes que vai magicamente tirar todo mundo do SPC e inchar ainda mais a máquina pública.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marco.
      Eu creio que faz sentido votar na legenda NOVO para deputado e senador, e é isso que pretendo fazer.
      Veja, e não me entenda mal, "liberal" é algo vazio para mim, assim como é "direita" e "esquerda". Eu acredito que há problemas humanos, e há maneiras melhores e piores, a depender do contexto cultura, histórico e geográfico, de se resolver esses problemas.
      Se com liberal você quer dizer que o Brasil precisa de mais liberdade econômica, 100% de acordo.
      Sobre o Ciro Tirar "magicamente" todo mundo do SPC, não é bem isso, e há entrevista dele detalhando como ele pensa em propor um pacto de renegociação disso. Podemos discutir se é factível ou não, e isso é do debate público.
      Sobre inchar ou não, o fato é que o Ceará possui um dos melhores, apesar de ser um Estado pobre, índices de robustez fiscal. Basta procurar e ver índices como percentual de receita líquida para pagamento de funcionários, por exemplo. Então, é preciso refletir se isso seria necessariamente o que ocorreria num suposto governo Ciro.
      Sobre Bolsonaro sabemos que ele sempre votou contra qualquer forma de liberalização e sempre a favor de interesses corporativos. De uns meses para cá, ele se tornou liberal, e quer criar um superministério englobando quatro grandes ministérios num só e dar isso para o Paulo Guedes. Ao que consta, o Paulo Guedes não está concorrendo ao cargo de primeiro ministro, e eu ficaria no mínimo ressabiado com essa possibilidade.

      Um abs!

      Excluir
    2. Soul, não sei se votar na legenda é bom negócio com a mudança que ocorreu na lei aprovada no ano passado, resumindo:
      "Agora, os candidatos a deputado federal, deputado estadual e vereador necessitarão obter, individualmente, um total de votos de, pelo menos, 10% do quociente eleitoral. Com a nova regra para o voto na legenda, mesmo se um partido atingir o quociente eleitoral, só poderá preencher a vaga se um dos candidatos desse partido tiver conquistado, pelo menos, 10% do quociente. Se não houver um candidato com a votação mínima, a Justiça Eleitoral fará um novo cálculo, e as duas vagas serão transferidas para outro partido ou coligação cujos candidatos cumpram o requisito."
      Acredito que diante desse cenário seja melhor escolher o candidato.

      Excluir
    3. Olá, colega. Poxa, informação relevantíssima mesmo.
      Se for assim como você colocou, será realmente necessário escolher um candidato.
      Obrigado pelo comentário.
      Abs

      Excluir
  12. Soul no fringir dos ovos nao falou o seu voto, vai votar em quem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para presidente, eu iria votar no Amoedo. Hoje em dia, não sei se faz muito sentido esse voto. Faz sentido tentar formar uma bancada do Novo no Congresso para que haja uma corrente mais "liberal" no Congresso. É importante, assim como é importante ter um PSOL da vida.
      Se não votar no Amoedo, pendo para votar na Marina, apesar de achar que ela pode ter problemas de governabilidade, mas apesar disso, creio que ela pode ter versatilidade de construir pontes programáticas. Além disso, o responsável por economia do governo dela, é o Eduardo Gianetti que para mim é o maior intelectual vivo brasileiro.
      Abs

      Excluir
    2. Infelizmente no Brasil a pesquisa IBOPE é preponderante na determinação do ganhador da eleição.

      Excluir
    3. Interessante, vou copiar o que escreveu la em cima, o Gianetti nao está concorrendo ao cargo de minsitro.
      Será que você nao está partindo pro tal voto útil?
      Gostaria de saber sua opinião sobre o tal "voto útil", vejo muitos eleitores do Bolsonaro falando bem do Amoedo mas mantendo o voto no Bolso como uma espécie de voto útil, ja que o Amoedo é um candidato pequeno e mais interessa a eles um candidato de "direita" subindo a rampa do planalto digamos assim.

      Excluir
    4. Olá, Marco.
      a) Sim, a sua resposta seria precisa, se eu baseasse o meu voto no simples fato do Gianetti ser o responsável pela área econômica. Não é esse o caso. Alguém gostar do responsável pela parte econômica de um candidato e isso ser um motivo a mais para o voto neste candidato é algo natural. No caso do Paulo Guedes, porém, há inúmeras pessoas que "engolem" as evidentes fraquezas do Bolsonaro pelo simples fato do Paulo Guedes ser o responsável econômico. Piorando, a proposta é criar um super-ministério (englobando 4 outros) e colocar o Guedes como responsável, e com isso ele seria muito poderoso. E quem governaria o país, ele ou o Guedes? Isso para mim não é correto, se as pessoas gostam do Guedes, ele que se candidate a presidente, não a "primeiro ministro indireto".

      b) Essa é uma questão interessante. Para mim a pessoa deve votar naquela que acha que o mais adequado para ser Presidente para um momento específico. O fato é que o amoedo, e eu vi algumas horas de entrevista dele, é um bom sujeito, mas ele possui inúmeras fraquezas, e o desempenho bem fraco dele no roda viva mostra isso. Agora, deixar de voltar no Amoedo para voltar no Bolsonaro, eu acho dose, mas essa é a beleza da democracia mesmo.

      Um abs!

      Excluir
  13. Só o Partido Novo salva.
    Entre o lixo comunista da esquerda e o mito, eu vou de mito.
    O comunismo nós já sabemos como termina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Não há nenhum comunista disputando a eleição, talvez nem o Boulos seja comunista. Dos maiores Ciro, Marina e Haddad, todos os três estão longe de ser comunistas, ainda mais o PT, que no governo Lula produziu os maiores primários da história do país.
      Você pode dizer que eles tem visões equivocadas, que são mais "estatistas", etc, etc. Pontos válidos. Falar que é comunista é perversão da verdade e infantilização da análise. Cola em grupos de whatsapp ou facebook, não se sustenta a uma análise mais séria.
      Abs

      Excluir
    2. Tem um erro no seu raciocínio que é o de achar que o mundo é liberalismo versus comunismo. O capitalismo no país mais rico do mundo em renda per capita (Noruega) está bem longe do liberalismo (capitalismo do bem estar social), de funciona muito bem.

      Excluir
    3. É evidente, Anônimo. É infantil ficar falando comunismo a torto e a direita, isso degrada o debate. É como chamar Obama de comunista, é ridículo.
      Agora, há gradações entre os países em relação à liberdade econômica, tamanho do estado de bem-estar, etc, etc.
      Os países nórdicos tendem a ter muita liberdade econômica e estados de bem-estar maiores, o que geralmente causa confusão mental nos vários espectros ideológicos que acreditam que há uma única maneira dos diversos povos se organizarem.
      Um abraço

      Excluir
    4. Soul, sou o anônimo aí de cima. Na verdade, quando escrevi ainda não tinha seu post, éntao dixou parecendo que estava respondendo pra voce. Na verdade, estava resondrespo para o Anon de cima da.

      Excluir
  14. Soul, acima de tudo: Serena. Parabéns, nome lindo.
    De política, me cerco de pensamentos próprios, na esperança de me convencer e não influenciar ninguém. Vivo de perto o Executivo...

    Do mais, saúde e paz. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, amigo. Sim, estamos muito felizes com o nome. Obrigado mesmo:)
      Eu sei como é, depois de um artigo sobre metabolismo da glicose, senti vontade de escrever um pouco sobre política, fazia mais de ano que não o fazia.
      Um abraço!

      Excluir
  15. Bem pensado soul.

    Eu me considero de esquerda mas sempre leio a escola austriaca, blogs conservadores, sempre compro livros e veja documentarios com um pensamento contraio ao que possuo.

    Não podemos nos polarizar em uma camada, eu sempre digo isso leia livros esquerdistas e direitistas, você pode até ter uma predileção mas não caia no erro de se polarizar em um grupo.

    O frugal e simples fala sobre isso em um post chamado minimatrix

    https://frugalsimples.blogspot.com/2017/03/cuidado-com-as-minimatrix.html

    ResponderExcluir
  16. Concordo, em algumas partes. EU particularmente sempre gostei do Bolsonaro principalmente por não ter se envolvido grandes esquemas de corrupção, nunca teve nome citado em tantas listas de corrupçao, delações, etc e posições sobre segurança pública e combate a criminalidade, entre outros. No geral vejo nele um líder-diferente de dilma ou marina por ex- e concordo com o dono da Centauro, com capacidade de mudar o modelo que está aí, refém do presidencialismo de coalizão . Claro, é decepcionante ver que ele não se esforça em entender questões básicas sobre economia, nem se prepara minimamente para um debate. Porém, confio muito no ministro dele(Paulo Guedes). Achei sensacional a entrevista dele para a revista Veja. Bolsonaro é a Ordem; e ele, o ministro Paulo guedes, o Progresso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      a) Essa mística do Bolsonaro "não ter se envolvido grandes esquemas de corrupção, nunca teve nome citado em tantas listas de corrupçao, delações, etc" foi algo inteligentemente criado por ele, mas não resiste a dois sopros de argumentação.
      a.1) Primeiramente, ele nunca esteve em posição de participar de grandes desvios de dinheiro. Mesmo se ele quisesse, ele não conseguiria. Se isso é importante para você, a candidata Marina possui muito mais vantagem nesse quesito. Ela além de ter sido Ministra de um governo que se diz que houve muita corrupção, ela foi candidata bem votada em duas eleições e poderia tranquilamente ter participado de qualquer governo com força. Mas não o fez. Logo, por simples coerência lógica, apenas por esse quesito o seu voto não deveria ser Bolsonaro.
      a.2) Ele, no pouco que pode, mostrou que quando é para se beneficiar a si próprio, possui conduta antiética. Como é claro nas respostas dele sobre o auxílio-moradia recebido pelo mesmo. Se coerência ética é o que procura, o Ciro Gomes, por exemplo, diz que abriu mão de receber 80 mil reais mês de aposentadorias que teria direito de receber como político. Seria legal ele receber essa bolada toda, mas não seria moral, e ele abriu mão. 80 mil reais mês, quantia para fazer qualquer aspirante a I.F. a ficar pensativo.

      b) Quais são as posições dele sobre segurança pública? Eu estou querendo saber, pois não há nada no programa de governo dele para além de bravatas. Qual é concretamente o plano de segurança dele?

      c) Isso é simplesmente uma mentira. Ele não vai mudar nada. Ele cai em seis meses ou ficará desmoralizado se não negociar com o congresso. Simples assim. Mudar o presidencialismo de coalização, ou seja o roubo institucionalizado, apenas com uma ampla reforma política. E para isso acontecer, depende da vontade do povo, do congresso, mídia, pressão popular, etc. Não será um "salvador da pátria que fará isso".

      e) Sim, será preciso ter muita confiança no Guedes mesmo, pois ele é a única coisa que faz algum sentido na candidatura dele.

      Abs!

      Excluir
  17. Soul, será que você não está cometendo o mesmo erro que julga que as pessoas estão cometendo? De fato você acertou no caso do Lula e do PT, mas não errou no caso do Bolsonaro? Será que você não está observando uma situação complexa, de aumento da criminalidade, aumento de impostos sobre a classe média, deterioração moral das instituições políticas, corrupção exacerbada e etc, e sendo simplista? Acho que você ter se enganado com relação ao Bolsonaro, mostra que talvez você também esteja ignorando a realidade a qual boa parte da população está sujeita. Penso que tanto o Lula quanto o Bolsonaro são frutos da insatisfação popular. O Lula está associado ao nosso auge econômico e o Bolsonaro está associado à tempos de maior segurança e respeito pela lei e ordem. Não estou dizendo que Lula é bom em econômia e nem que o Bolsonaro respeita a lei e a ordem. So estou dizendo que eles representam essa vontades populares. Mesmo achando que a Marina não é a melhor candidata e admitindo que ela possui problemas de posicionamento, acredito que ela é a melhor opção viável. Alckmin e Ciro representam o retorno da política cleptocrática, visto que a estabilidade afirmada por você sairia de uma coalização com o chamado "centrão". Sinceramente, para crescermos como nação, acho que precisamos de um política de enfrentamento da sociedade civil contra a velha política existente no legislativo. Em minha humilde opinião a única forma de conseguir fazer isso é sem base partidária, por mais contraditório que isso pareça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Você tem toda razão que o Bolsonaro, e o seu imenso apoio, representa algo. Em nenhum momento eu nego isso. Pelo contrário, eu tendo entender o motivo. Não seria uma atitude inteligente dizer que quem vota em Bolsonaro é "racista", "tolo", etc, etc. Isso seria repetir análises infantis, mas com direção oposta.
      Todos os pontos narrados por você são motivos que creio apontar para o Bolsonaro ter esse impacto.
      O problema é que ele não tem qualquer solução. Ele grita, ele acusa todo mundo, e oferece um mundo simples, para uma, em suas próprias palavras, "situação complexa".
      Logo, as pessoas se sentem atraídas. Ora, isso é normal, pessoas na maioria quando estão insatisfeitas se sentem atraídas por soluções fáceis. Não é assim em finanças pessoais? Quem quer ouvir sobre crescimento exponencial ao longo de três décadas? Não é mais sedutor ouvir sobre ganhos incríveis fazendo trades, ou investindo em criptmoedas com retornos de 10.000%? Há inclusive uma propaganda na empiricus de um cara dizendo, "quer um retorno de 10%? Não né. Quer um de 100%? Não é o bastante para a sua ambição e que tal 10.000%?".
      Além do mais, há um enorme efeito câmara de eco pelas mídias sociais. Quando eu vi que minha mãe estava dizendo que iria votar no Bolsonaro, eu tomei um susto, e vi realmente o poder dessas câmaras de eco em ação. Bastou alguns minutos de conversa para mostrar a ela, se ela quer alguém mais "a direita" e contra o PT, vá de Alkcmin.
      Portanto, acho interessantíssimo raciocinar e refletir porque Hitler, Chavez, Trump, Obama, etc, etc, chegaram ao poder. Isso para mim é o racional a ser feito, não ignorar a realidade e desejar que ela fosse diferente.
      Porém, entender os motivos de algo, evidentemente não significa que esses motivos sejam corretos, ou se corretos, coerentes.
      E no caso do Bolsonaro, eles claramente não o são.
      Bolsonaro, de forma inteligente, montou uma máquina de propraganda e desinformação pelas redes sociais. Há militantes de bolsonaro "pregando a palavra", logo é natural que as pessoas sejam iludidas a pensar que ele tem, com a sua "tosquisse" e o seu despreparo, soluções para os complexos problemas nacionais.

      "Sinceramente, para crescermos como nação, acho que precisamos de um política de enfrentamento da sociedade civil contra a velha política existente no legislativo. Em minha humilde opinião a única forma de conseguir fazer isso é sem base partidária, por mais contraditório que isso pareça."
      Se ele for eleito, vamos ver se isso é possível. Eu creio que não, e creio que ele não possui esse interesse. Nesse sentido, ele está muito mais para um Collor despreparado, vindo de um partido nanico e com um discurso moralista do que qualquer outra coisa.

      Abs!

      Excluir
    2. Soul, estava me referindo a Marina e nao ao Bolsonaro. Nao voto no Bolsonaro, em parte, peloa motivos apontados por vc.

      Excluir
  18. Gostaria de entender os seus argumentos contra Bolsanaro.
    Você nunca votaria nele porque tem 30 anos de política?
    Você nunca votaria nele porque recebe auxilio -moaradia?
    Você nunca votaria nele porque considera ele ignorante?
    Você nunca votaria nele porque considera ele racista?
    Você nunca votaria nele porque o discurso dele é popular? (tipo kit gay e outras coisas)
    São esses os seus argumentos para considerá-lo ruim? pois foi isso que entendi no seu texto. Se não for, por favor queira explicitar os seus pontos.
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, vamos lá.
      "Você nunca votaria nele porque tem 30 anos de política?"
      - Não, esse não seria um motivo. Agora, ele dizer que é renovação política (sendo um dos principais motes da campanha dele), tendo 30 anos como deputado federal com uma produção legislativa medíocre, aí sim seria um motivo, pois demonstra incoerência, perversão da verdade e induzimento ao erro, posturas que acho horríveis seja em candidatos ou em qualquer um.

      "Você nunca votaria nele porque recebe auxilio -moaradia?"
      Não, necessariamente. Porém, como ele tem como um dos motes de sua campanha a sua suposta moralidade, é contraditório afirmar que algo é imoral, mas continuar a se beneficiar da imoralidade por ser legal. É a incoerência o que mais pesa aqui.

      "Você nunca votaria nele porque considera ele ignorante?"
      Não sei o que você entende por ignorante. É evidente que ele tem experiência de vida, foi do exército e consegue navegar pela vida. Logo, não o chamaria de ignorante. Agora, sim, ele é completamente despreparado para ser presidente de um país de 200 milhões de habitantes.

      "Você nunca votaria nele porque considera ele racista?"
      Se ele é racista ou não, é difícil saber, só o conhecendo intimamente, o que 99.999% dos seus eleitores não o conhecem, assim como qualquer eleitor de qualquer candidato. Agora, para alguém que quer ser presidente de um país predominante negro, que foi o último (ou um dos últimos) a abolir a escravidão negra na América e que possui problemas sérios de desigualdade de renda, oportunidades, entre brancos e negros, ele apresenta declarações e comportamentos no mínimo lamentáveis.

      "Você nunca votaria nele porque o discurso dele é popular? (tipo kit gay e outras coisas)"
      Não vejo nenhum problema em ter discursos populares. Aliás, acho que alguém que quer ser presidente precisa atingir o grande público e ser popular mesmo. Esse é um dos motivos de Lula ter, apesar de tudo, esse apoio todo, pois ele consegue se comunicar de maneira forte com a população.
      Não, não é esse o motivo.

      Em resumo, o Bolsonaro, da maneira como ele se apresenta como um "não-político", "um defensor da ética" é uma fraude. Além disso, ele é completamente despreparado e o discurso "antipolítica" dele apenas levará o país a um caos político ainda maior. Além disso, ele claramente não tem equilíbrio emocional, e não consegue ser contrariado. Basta ver as entrevistas, quando ele está em lugares que não são câmaras de eco o desconforto dele em ouvir opiniões contrárias. É físico, a própria cara dele se contorce. Se ele não consegue conviver bem com isso, como pode ser presidente de um país tão diferente e complexo como o Brasil?
      Ele como presidente veríamos apenas um retrocesso, nada mais do que isso.
      Isso tudo em minha opinião, é claro.

      Abs

      Excluir
    2. Ok, mas você já votou no Lula, correto?

      Lula e o PT também são uma fraude. Não eram eles os combatentes da corrupção? Defensores da ética?

      O discurso do Lula do nós contra eles provocou a sociedade que temos hoje, inclusive o Bolsonaro é uma consequência disso. Isso não é levar o pais a um caos?

      Ignorante no sentido de pouco conhecimento ele também é, o cara é um semi-analfabeto e nunca se esfouçou para mudar isso.

      Equilíbrio emocional também não é o forte dele, existem vídeos/relatos dele com xingamentos de baixo escalão, fora a bebida. A diferença com o Bolsonaro é que com Lula os repórteres são mais contidos já com o Bolsonaro não, pois os jornalistas de hoje em dia são todos "progressistas".
      Roda Vida é um exemplo vergonhoso disso.

      Posto isso, a sua justificativa para o seu voto ser contra o Bolsonaro não faz sentido se você já foi apoiador do Lula e talvez continue sendo, caso tivéssemos um Lula X Bolsonaro.

      Se você defende um candidato que tenha mais inteligência e que tenha mais habilidade para falar, sem agressividades, entre outras coisas, seu voto nessa eleição teria que ser obrigatoriamente do Amoedo.

      Excluir
    3. “Ok, mas você já votou no Lula, correto?”
      -Incorreto, nunca votei.

      “Lula e o PT também são uma fraude. Não eram eles os combatentes da corrupção? Defensores da ética?”
      - Sim, e esse é um dos motivos do partido ter sido esmagado em 2016, principalmente nas eleições municipais. O PT iria definhar, mas, e esse é o assunto principal do artigo, por causa de decisões impensadas, por causa de uma infantilização da análise, acabaram revivendo o Lula e por via de conseqüência, independente da óbvia contradição entre o discurso ético do partido e o que eles fizeram na prática.


      “O discurso do Lula do nós contra eles provocou a sociedade que temos hoje, inclusive o Bolsonaro é uma consequência disso. Isso não é levar o pais a um caos?”
      - Eu não concordo com isso. Dizer que o PT provocou a sociedade com um discurso de “nós contra eles” uma simplificação grotesca do que ocorreu, e uma inverdade em relação a nossa história. Já ouvi pessoas dizendo que o PT que criou a divisão de brancos e negros no país, isso só pode ser piada levando em conta que o Brasil foi o último a abolir a escravidão negra na América ou que o índice de assassinatos por 100 mil habitantes de jovens, pobres, negros, chega a perto de 200, quando a média brasileira é de 30. O Brasil sempre foi um país dividido, segregado, com “nós contra eles”.

      “Ignorante no sentido de pouco conhecimento ele também é, o cara é um semi-analfabeto e nunca se esfouçou para mudar isso. “
      - Quem o Lula? Meu amigo, isso é o discurso fácil de quem quer que a realidade seja de acordo com os desejos pessoais. Se o Lula fosse ignorante e de poucos conhecimentos, ele não estaria com 40% dos votos mesmo estando preso, com quase todo mundo batendo nele. Agora, se ele poderia ter sido um exemplo construtivo de que mesmo ele tendo chegando onde chegou sem estudo, isso não quer dizer que o estudo é desimportante, sim talvez ele poderia ter deixado essa mensagem mais importante. Aliás, como o Cristóvão Buarque quando concorreu em 2006 com o tema principal educação (e foi ridicularizado por isso), o Brasil estaria melhor, muito melhor, se a educação fosse realmente uma prioridade. Entretanto, o Brasil pouco avançou seja no FHC, seja no Lula, Seja na Dilma, seja com Temer, bastando ver nossas pontuações no exame PISA que desde 2000 são horríveis. Na verdade, como há muito tempo disse o meu pai, há um grande recalque de alguns setores pelo fato do Lula ter sido presidente sem ter curso superior, o que é uma grande bobagem.


      “Equilíbrio emocional também não é o forte dele, existem vídeos/relatos dele com xingamentos de baixo escalão, fora a bebida. A diferença com o Bolsonaro é que com Lula os repórteres são mais contidos já com o Bolsonaro não, pois os jornalistas de hoje em dia são todos "progressistas". “
      - Não concordo aqui. Tanto não é verdade, que mesmo na visão dos adversários, o Lula é reconhecido pela sua habilidade de diálogo. Pelo que dizem, ele tinha a habilidade de dizer não (algo que não tenho muito) de forma muito astuta e sem necessariamente ofender ou enfrentar as pessoas. A diferença com o Bolsonaro nesse quesito é abissal, assim não dá nem para comparar.

      “Roda Vida é um exemplo vergonhoso disso.”
      - Sim, o roda viva foi pavoroso, seja pelos entrevistadores, seja pelo entrevistado. Uma pena, principalmente para mim que gostava muito do roda viva, e constantemente revejo programas da década de 90, ou até mesmo 80. Foi um show de horrores, infelizmente.

      Excluir
    4. “Posto isso, a sua justificativa para o seu voto ser contra o Bolsonaro não faz sentido se você já foi apoiador do Lula e talvez continue sendo, caso tivéssemos um Lula X Bolsonaro. “
      - Não haverá Lula x Bolsonaro, pois o Lula será considerado inelegível, corretamente, pois é isso que o nosso ordenamento jurídico prevê. É provável que seja Haddad x Bolsonaro. Eu sempre fui apoiador de eu mesmo. Talvez eu seja apoiador de Carl Sagan no máximo. Se existe algo que nunca foi do meu feitio, e muito menos agora com mais maturidade, é ser apoiador de candidato político de maneira cega e acrítica, pois simplesmente, aí sim o seu substantivo seria correto, não faz o menor sentido ter tal postura.


      “Se você defende um candidato que tenha mais inteligência e que tenha mais habilidade para falar, sem agressividades, entre outras coisas, seu voto nessa eleição teria que ser obrigatoriamente do Amoedo.”
      - Ele é um dos possíveis candidatos que pode vir a ter o meu voto.

      Abs

      Excluir
    5. Achei que você havia votado no Lula alguma vez, mas então me equivoquei.

      Sobre o nós contra eles eu continuo acreditando que foi protagonizado pelo Lula. Me lembro ainda hoje, quando a TV mostrava parte do discurso dele em cima de um palanque, dizendo que "Eles" não queriam o progresso do trabalhador, "Eles" são contra o povo, "Eles" não querem que o pobre ande de avião e blá blá blá.
      Nunca antes na história desse país eu tinha assistido a um discurso desse tipo.

      O fato dele ter 40% das intenções de voto não significa que ele seja inteligente ou sábio. Malandro sim, isso ele é, "esperto" talvez, agora que é um ignorante isso eu não tenho dúvida.

      E para finalizar, a habilidade dele é do toma-lá-da-cá, por isso que os adversários dele diziam isso. Sempre saiam satisfeitos da reunião com ele e com os bolsos cheios também. Agora, se uma pessoas não aceita esse tipo de coisa, aí é dada como sem habilidade de diálogo.

      Excluir
    6. Certo, colega.
      Essa "cegueira" é o que faz muitas pessoas fortalecerem o próprio Lula. É a mesma coisa em relação ao Trump. Não saber que o Trump possui inúmeras qualidades e habilidades, foi exatamente o que levou ele ao poder.
      Na política, em países como o nosso, e isso desde há muito tempo, a política sempre foi o toma-la da cá, inclusive quando os militares estavam no poder (a partir de 64) ou quando eles estavam indiretamente no poder (a partir da revolução de 1930).
      Mas, se você está convencido e ponderou, seja feliz com suas escolhas, a democracia é isso mesmo, é a possibilidade de pessoas diversas fazerem escolhas diversas dentro de um clima de respeito e não-violência.
      Um abs

      Excluir
  19. Soul, um texto sobre colesterol seria ótimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse tema é extremamente complexo e conflituoso, por isso quero fazer algo bem-feito.
      Mas o tema é interessante mesmo.
      Abs

      Excluir
  20. Olá Soul, excelente post como sempre. Já teve a oportunidade de ler The Alchemy of Finance, do Soros? É um livro bem interessante, e eu tendo bastante a concordar com a teoria da reflexibilidade dele, acho esse insight genial. O pessoal pensa muito em bolhas e comportamento de manada nos mercados financeiros e na economia, mas acredito que o mesmo tipo de comportamento se aplica a todos os empreendimentos humanos, inclusive países inteiros. Mesmo considerando que a realidade atual não é um estouro de boiada, mas uma polarização cada vez maior, se analisarmos cada grupo em separado, para mim temos algo muito parecido com bolhas se desenvolvendo. Leia esse livro, tenho certeza que você vai achar bem interessante, concordando 100% ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Investidor Nômade.
      Como estão suas aventuras pelo Brasil? Te aguardo aqui no sul hein..
      Nunca li, e cuidado que citar o Soros em alguns círculos é como citar o "tinhoso" em pessoa. Antes de escrever e ver alguns blogs de finanças, eu não imaginava que existia essa verdadeira subcultura de globalismo, paranoias, deep state, soros dominando o mundo, etc, etc.

      Com certeza absoluta, I. Nômade. Bolhas financeiras e comportamentos de manada em mercados é apenas um subtipo de comportamento acrítico e irracional coletivo. Há centenas de outros subtipos.

      Grato pelo comentário, bem reflexiva sua comparação de bolhas se formando, com a polarização atual. Achei bem pertinente na realidade. Tanto é verdade que meditação, reflexão profunda, servem principalmente para nos conectar com a realidade, com o uno, nos distanciarmos o quanto possível do próprio "self", e isso são posturas completamente distintas das de se aprofundar ainda mais em "bolhas" posturais, de costumes ou de ideias.

      Um abraço!

      Excluir
  21. Prezado Soul Surfer;
    Uma coisa me intriga nesse seu raciocínio (que é praticamente identico ao do Reinaldo Azevedo): você realmente acha que o PT deixaria ver seu legado sendo destruído e ficaria inerte até 2018?
    Um partido que se criou baseado na malandragem corrupção e domínimo da máquina Estatal para se perpetuar...você lembra da Dilma quase colocando o Lula como ministro chefe da casa civil? O PT iria usar os 2 últimos anos da Dilma para fazer um verdadeiro colapso do sistema economico pra se manter no poder, como fez e continua fazendo o Maduro na Venezuela. Lula iria se colocar como o Salvador da Patria, e malandro como ele é, iria conseguir a união dos demais políticos para sufocarem a Lava Jato. Também acho que o melhor seria a cassação da chapa DIlma-Temer, mas temos que lembrar que até o Legislativo está contaminado pela politicagem baixa do PMDB e PT...
    Bom, acho que essa sua ideia de que o PT iria sangrar até o final de 2018 válida, porém temos que pensar em todas as saídas possíveis que a quadrilha petista iria usar para se manter no poder.
    O que temos na verdade são partidos políticos e toda a rede de corrupção montados com a finalidade de perpetuação no poder daqueles que lá estão, por isso não surgiram tantas boas opções para presidente em 2018. A renovação que seria o grande benefício com o Impeachment e crescimento da Lava Jato, mas nosso sistema político e o Legislativo são tão nojentos que não querem mudar o status quo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Henrique. Grato pelo comentário. Vamos lá.
      a) Interessante você citar expressamente o caso da nomeação do Lula como ministro. Eu acho que aí alguma coisa desandou institucionalmente. Quando o Moro divulga aquelas conversas da presidência da república, e ainda por cima conversas de foro íntimo de um monte de pessoas, alguma coisa se quebrou. Eu creio que se fosse na Alemanha ou nos EUA, por exemplo, ele perderia o cargo de juiz, pois o que ele fez foi inadmissível do ponto de vista jurídico e legal. Ele assumiu um lado político usando-se da função de juiz. Evidentemente, isso trouxe conseqüências, e as pretensões políticas do MP e do próprio Judiciário depois desse fato puderam perder a vergonha e se tornar mais explícitas, isso para mim é um profundo retrocesso que será difícil reverter.
      b) Veja, Henrique, eu não sou especialista em história de partidos, mas alegações, muito comuns e repetidas, de que o PT “Um partido que se criou baseado na malandragem corrupção e domínimo da máquina Estatal para se perpetuar”, parece-me, com todo o respeito, ingênua ou enviesada. Qual partido não quer se perpetuar no poder, e ter um domínio da máquina pública? Você acha que o Trump não queria ter o domínio completo do FBI ou de órgãos de inteligência? Ele não só quer, mas como está tentado. A diferença, e esse é o meu maior medo de alguém como Bolsonaro, é a força das instituições. Lá, nos EUA, elas não vão se vergar, pois devem ter centenas de freios e contrapresos. E no Brasil?
      b.1) Você poderia argumentar que concorda, mas existem graus com que partidos tentam dominar a máquina. Nisso estaríamos de acordo. Poderíamos então discutir se o PT não foi longe demais, e poderíamos concordar ou discordar. Mas, tendo em vista a história do país, eu não poderia dizer que não houve estruturas de poder que se mantiveram muito mais tempo no poder com um aparelhamento ainda maior do Estado. A República velha de 1989 a 1930 é um exemplo de uma estrutura de poder que dominou por completo o Estado Brasileiro.
      c) Henrique, essas comparações do Brasil com a Venezuela ou do Lula com Maduro são, e aqui mais uma vez peço vênia, grotescas do ponto de vista da racionalidade. Elas servem mais como ideologia, do que como uma análise séria da realidade. Não há nenhuma comparação do Brasil com a Venezuela, seja do ponto de vista econômico, institucional, político, histórico, militar, demográfico, etc, etc.
      c.1) O que poderia ter acontecido se Lula fosse mantido ministro (aliás, essa foi outra decisão estranha do Judiciário, barrar a posse do mesmo, sendo que meses depois o mesmo STF disse que o caso do Moreira Leite era diferente da do Lula, quando eram situações idênticas) e o PT continuasse no poder? Isso nunca podermos saber, só podemos especular. Porém, o LULA e o PT iriam continuar como vidraça, e o Lula iria apanhar constantemente. O governo iria ter uma articulação política maior, e o país estaria do ponto de vista econômico muito provavelmente onde está hoje.
      c.2) O impeachment porém nem foi o erro, pois a Dilma ao que tudo indica realmente descumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal e poderia se responsabilizada por isso. Porém, a seqüência de fatos que ocorreu depois foi uma comédia mexicana. Como justificar uma presidente apeada do poder por “pedaladas fiscais” e um presidente ser mantido no poder com duas denúncias criminais barradas, tendo áudio, tendo assessor direto dele correndo com mala de dinheiro de uma pizzaria de SP, ficou escancarado que havia dois pesos e duas medidas no tratamento. Soma-se a isso, o Temer com inúmeros ministros a todo momento acusados, decisão esdrúxula do TSE, e tantos outros acontecimentos, e voialá, temos o renascimento do Lula.

      Excluir
    2. d) Há um médico brilhante chamado Dr. Souto que fala sobre alimentação, análise de evidência científica e outros temas médicos. Ele tem uma frase espetacular que é “A REALIDADE TEM PRIMAZIA SOBRE OS MECANISMOS”. Se as pessoas conseguissem entender isso, a análise sobre a realidade seria muito mais acurada. O que quer dizer? Tudo que eu falei pode ser uma grande bobagem, talvez não tenha sido assim que ocorreu, talvez você possa ter razão, porém, não importa o mecanismo, a realidade tem primazia sobre o que achamos que é correto e o que explica um fenômeno. A realidade é que o LULA seria eleito se ele fosse permitido participar, que ele possui 40% dos votos, o que é uma enormidade, e em 2016 ele estava por baixo, a realidade mostra que ele se fortaleceu, por quais mecanismos nós podemos apenas conjecturar, mas se torna evidente que muitas coisas erradas foram feitas pelos seus antagonistas para chegarmos na situação onde estamos.

      e) Eu não tenho essa visão tão otimista dos rumos que setores do MP e Judiciário tomaram tendo como pano de fundo a Lava Jato. Sempre achei uma ingenuidade ímpar achar que iríamos mudar por meio de decisões judiciais que combatem a corrupção. Eu não vejo como juízes e procuradores que imoralmente recebem auxílio-moradia , por exemplo, podem ser uma força moral para a sociedade como um todo.
      f) Por fim, grupos de interesse, sejam políticos querendo se reeleger, seja empresários com setores protegidos, sejam grupos que querem isenções fiscais (entre eles investidores), sejam setores poderosos da máquina pública (como juízes e procuradores), etc, sempre vão querer se manter no poder. Isso é natural, e isso é humano. O que temos que tentar construir é sistemas que tornem essa tendência natural mais difícil de ocorrer. Não foi o PT, Lula, Dilma, FHC, etc, etc que construiu esse estado de coisa, isso é muito mais antigo no Brasil.

      Um abraço!

      Excluir
    3. Esse seu texto vai dar pano pra muitas e muitas mangas, e bem que queria discuti-lo aí na sua terra, acompanhado de uma boa cerveja e ao pé da areia da praia.
      Resumindo, concordo com os parágrafos b1, c2, d, e!
      E resumindo mais ainda: estamos é na mesma, vendo nosso brilhante país sendo roubado dia após dia, controlado por toda uma quadrilha bem detalhada no paragrafo F!

      Excluir
  22. Excelente texto. Realmente vivemos a era da pos verdade. Talvez uma das maiores virtudes que precisamos trabalhar seja ouvir mais, entender pq aquela pessoa que tem ideia contrária a nossa chegou a tal entendimento. A questão da realidade me lembrou esse video interessante da casa do Saber, ao fazer uma analise de Alice nos Pais das Maravilhas com as diferentes versões das "verdades: https://youtu.be/tZ6sMdkSJJQ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Sim, isso não é apenas do ponto de vista ético, mas sim prático e de resultados.
      Se eu quero sobrepujar um adversário, mesmo num debate, eu preciso entender a origem das suas ideias, a força dos seus argumentos e a validade ou não dos mesmos.
      É por isso que os debates são tão fracos no Brasil, geralmente são duas pessoas em lados opostos que não se deram nem mesmo ao trabalho de entender o que a outra parte está dizendo com um mínimo de profundidade.
      Grato pelo vídeo, vou dar uma olhada depois.
      Abs!

      Excluir
  23. Soul
    No título, e apenas lá, ficou câmera e não câmara...

    ResponderExcluir
  24. Olá Soul! Parabéns pela gravidez!
    Uma dúvida, nesse trecho:
    " A quantidade de patrimônio já está ficando de um tamanho onde será possível ter uma IF aqui, e outra no exterior (na verdade já é mais do que possível, mas eu puxei os números um pouco mais), com patrimônios separados, o que é demais até para um conservador como eu. " Não entendi a parte do "patrimônios separados".
    Você faz uma IF para cada membro da sua familia (você, esposa e filhos)? Ou é apenas sua?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Obrigado, amigo.
      Não. É mais ou menos assim. Quanto precisa para uma IF 5m, 7m e 10m?
      Ótimo, essa é a sua IF.
      Além disso, eu estimei quanto precisaria para viver bem em quase todos os países do mundo (tirando Suíça e outros lugares extremamente caros), com uma taxa de retirada segura (algo em torno de 3-3.5%) e fiz isso como se fosse "um segundo patrimônio" teórico. Como ainda não tenho pretensão de morar fora do país, eu criei esses "dois patrimônios". Por quê fiz isso? Porque sou extremamente conservador, e antes de largar o cargo de Procurador Federal eu queria estar certo.
      Isso é uma troca de tempo por mais segurança desnecessária? Provavelmente, mas ao menos eu já estou vivendo uma IF, faço o que quero, quando quero, e antes disso viajei dois anos pelo mundo. Porém, tudo tem um limite, e depois de um certo limite, as unidades de tempo para serem trocadas por unidades monetárias, eu precisarei, nem que seja mentalmente, de um grande processo de convencimento interno pra justificar essa troca.
      Não sei se ficou claro.
      obs: o meu patrimônio é todo da minha filha agora. Os nativos americanos já tinham isso muito claro quando eles diziam achar incrível que o homem branco achava que poderia ser dono da terra já que a terra pertencia às gerações futuras.
      É a mesma coisa com o dinheiro. Seja minha filha, seja o Estado, seja alguma instituição de caridade, eu sou apenas possuidor do patrimônio.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Obrigada pela explicação! Adorei!

      Excluir
  25. Descobri quem é vc :P
    Não que isso vá mudar algo na minha vida e nem que eu vá contar para alguém, mas foi legal a experiência para mim.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Eu já coloquei algumas fotos minhas aqui, não é nenhum grande segredo há alguns anos já.
      Um abs

      Excluir
    2. Hahaha você já postou Foto, mas não sabemos o nome... Aí não adianta muito.hahah abraços

      Obs: aqui é outro anônimo

      Excluir
  26. Soul,por curiosidade, qual a sua posição no espectro político: esquerda? libertário? liberal-progressista? EM quem votaria em um eventual segundo turno BOlsonaro vs Haddad? abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      a) Quem me conhece um pouco mais pelos meus escritos, sabe que tenho certa aversão a rótulos.
      Repito mais uma vez que para mim existe problemas humanos, dos mais variados possíveis, e há respostas melhores e piores. Nos atermos a rótulos não nos leva a entender melhor a realidade. Assim, é mais fácil você perguntar algo em específico, ou sobre algum aspecto específico da realidade.
      obs: Como aqui o pessoal está mais preocupado com finanças, e como esse tipo de resposta minha não agrada quase ninguém. Sim, liberdade econômica é fundamental. Sim, o Brasil precisa diminuir a participação do Estado. Sim, o Estado Brasileiro precisa ser mais eficiente. Sim, a burocracia aqui é enorme. Não, tributos não é igual à escravidão. Não, não há nenhum exemplo histórico de anarcocapitalismo. Não, os humanos não reagem apenas a incentivos financeiros. Não, o desenvolvimento material não está trazendo necessariamente bem-estar humano num sentido mais amplo. Não, as mudanças climáticas não é uma farsa globalista. Não, George Soros não é representante do "tinhoso".


      b) Eu não voto no Bolsonaro contra nenhum dos candidatos.

      Abs!

      Excluir
  27. Perguntei isso porque acho que sua aversão não é exatamente a Bolsonaro, nem seu despreparo é simplesmente contra aquilo que ele representa. Por mais inteligente e preparado que fosse, defendendo com bons argumentos as sua "ideias rasas", vc jamais votaria nele, nem em outro conservador-religioso ou "extrema-direita"; assim como tbm não votaria em alguem que prometesse implantar o comunismo por mais que este fosse o candidato mais inteligente, honesto, ético, simplesmente por vc discordar de sua ideologia. Vc não é isentão. Por mais que não se defina, está bem rotulado àquilo que pensa, e parece não estar disposto a mudar algum pensamento sobre isso. VAi apenas votar em alguem que pensa igual, ou o que mais se aproxima disso, como a maioria. Onde quero chegar com isso? que essa discussão não leva a lugar algum. No final, todos tem a sua ideologia e cada um vai votar na sua "tribo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega. Creio que houve diversas simplificações por aqui.
      "Vc não é isentão." E eu afirmei o contrário? Não existe neutralidade. Nós todos somos influenciados pelos nossos pais, pelos dogmas sociais, pelo momento histórico, pelas nossas experiências passadas, pela nossa genética, etc, etc.
      Logo, é normal que tenhamos preferências.
      Certo, de acordo.

      "VAi apenas votar em alguem que pensa igual, ou o que mais se aproxima disso, como a maioria" Sim, isso é verdade.
      Porém, ao menos posso falar por mim, não tenho compromisso com o erro ou em seguir qualquer pessoa acriticamente.
      Boas ideias podem vir de qualquer lado, inclusive de "conservadores religiosos de extrema-direita". Não vejo qualquer problema em admitir isso. Assim, como boas ideias podem vir de "comunistas".
      O Bolsonaro, por exemplo, fala de uma maior militarização dos colégios. Por mais que eu ache ser inviável e não desejável que todo o sistema educacional público brasileiro seja militarizado, é patente que colégios militares são em regra muito bons (talvez elas sejam bons porque escolhem os melhores, logo o fato dele serem bons é porque os melhores estudam lá e não por ser militarizados, é uma hipótese que não pode ser descartada). Logo, talvez haja experiências boas em colégios militares que podem em certa medida em alguns aspectos serem emuladas para uma base muito mais abrangente. Como, mesmo que alguém não suporte o Ciro Gomes, não pode ignorar que em ensino básico o Ceará é um modelo para o Brasil, pois tem 77 das melhores 100 escolas públicas, conforme o IDEB. Ora, como pode um dos Estados mais pobres ter tantas escolas boas no IDEB? Alguma coisa boa foi feita por lá e talvez o Ciro Gomes tenha alguma influência nisso. Ignorar isso, por ideologia-câmaras de eco-viés de confirmação, beira a estupidez.
      É por esse motivo que eu faça questão de realmente escutar os candidatos, e já ouvi horas e horas deles falando. Para mim é desonestidade intelectual pegar uma frase fora de contexto, ou algo parecido, e se rotular um candidato ou de forma mais geral alguém por isso.

      Todos nós estamos suscetíveis a sofrer pelo viés de confirmação, afinal somos humanos. O "AHA" moment não é descobrir isso, mas sim prestar atenção que isso nos afeta e de alguma maneira tentar minorar os efeitos.

      Um abraço

      Excluir
  28. Você nem citou o único candidato que presta, João Amoedo. kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, você está apaixonado mesmo hein! hehehe
      Mas gostei de ver que você adesivou todo o seu carro com propaganda do NOVO e AMOEDO. Tá vestindo a camisa hein!

      Excluir
  29. Excelente post meu caro.

    Enxergo com muita preocupação esse crescimento do "fenômeno Bolsonaro", com suas visões políticas e sociais distorcidas, baixíssimo nível intelectual (e como você bem colocou não houve, aparentemente, nem ao menos uma tentativa de aumentá-lo nos últimos anos) e o maios preocupante, o flerte com o autoritarismo.
    Antes eu tinha um pouco de tranquilidade nas instituições do país e acreditava que dificilmente qualquer político com viés autoritarista chegaria a uma situação de poder, porém com esse aumento da popularidade do Bolsonaro, começo a me preocupar, pois como colocado no post, as chances de governabilidade, passada a euforia inicial da aparente (e mentirosa) apresentação como "político diferente", são mínimas. E essa questão de governabilidade, nos últimos anos se mostrou mais importante do que o próprio perfil das políticas públicas defendidas pelos governantes, pois não adianta nada querer fazer se não existem condições.

    Entendo que só resta torcer para que um dos candidatos com posições mais lúcidas e pragmáticas e principalmente capacidade para governar avance ao segundo turno, e que o efeito "taxa de rejeição" se concretize.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega. Eu creio que é mais ou menos por aí. O pior é o Bolsonaro cair, e assumir o General Mourão, aí o retrocesso seria total.
      Sim, por isso creio que a chance dele ganhar é bem pequena. Porém, é assustador a força dele num segmento expressivo da sociedade.
      Um abs

      Excluir
    2. Pior é que o Bolsonaro é pragmático, ele apesar de todos os defeitos ainda é isso. Nosso problema é muito maior que ele, é a falta de preparo de todos os candidatos, não temos nenhum candidato que seria mais próximo de um considera bom nos 5 mais votados, todos tem defeitos gravíssimos. Mas eu pessoalmente não votaria no PT no 2 turno, talvez votaria Nulo ou num Bolsonaro, creio eu que por o doidão do exército é muito melhor que usar a receita que deu errada da última vez.(Quem conhece o Haddad sabe que ele não ganha nem pra sindico em SP).

      Excluir
  30. Excelente texto!!

    Conheci o viés de confirmação ao ler o livro "você não é tão esperto quanto pensa".
    Desde então, procuro, com alguma dificuldade, conhecer pontos de vista diversos dos meus, sobretudo na questão político-ideológica.
    Como é bom ler um texto como esse em meio a tantas "certezas" de fanáticos políticos ou religiosos. De fato, as mídias sociais deram voz aos idiotas (Humberto Eco).
    Abs.

    Na espera do livro sobre leilões...

    ResponderExcluir
  31. Olá Soulsurfer,

    sempre leio seu blog, mas nunca comento por aqui, mas preciso destacar, como os temas que você aborda aqui estão dentro das minhas áreas de interesse.
    Obrigada pelas análises e reflexões. Parece-me que temos premissas semelhantes. Dei-me ao trabalho de ler parte do plano de governo do Bolsonaro e simplesmente parece que colaram os memes da militância por aí. Eu sigo um cara muito interessante no Facebook, mais velho que nós dois e com muito vivência que disse que essa eleição está muito parecida com a de 89 quando tinham muitos canditados bons, mas a polarização da época nos entregou a um segundo turno com Collor e Lula.
    Por isso minha estratégia será: votar na renovação política para cadeiras do legislativo e votar naquele com maior chance de impedir um segundo turno PTx Bolsonaro (pior dos mundos na minha opinião). Bolsonaro é a própria infantilização da política, sem o mínino de inteligência emocional para responder algo de discorde com educação. Ocorreu-me que esta falta de preparo a esta altura do campeonato talvez se deva ao fato de que nem mesmo ele esperava ter chegado tão longe.
    Li todos os comentários até aqui e achei muito relevante sua visão sobre o processo de julgamento do triplex. Até então estava tentando entender melhor o contexto e não conseguia ir além de um FlaxFlu ensandecido.
    Eu também me preocupo com o que acontecerá com o país indenpendente de quem será presidente, pois essa semente de ódio que alguns candidatos plantaram revelam um lado assustador da nossa sociedade.
    Parabéns pela paternidade! Eu que já sou mãe, posso lhe dizer que o melhor do mundo são os filhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria. Primeiramente, grato pelo comentário e pelas palavras.
      a) Está tudo muito indefinido, é preciso esperar se a esmagadora capilaridade da coalização do Alckmin, bem como o tempo de televisão e inserções vão ou não fazer a diferença. O Alckmin tem 400 contra 11 do Bolsonaro, é muita diferença.
      Se depois de duas semanas, lá por meados de setembro, o Alckmin não subir significativamente, Bolsonaro estará no segundo turno.
      a.1) Por outro lado, é preciso ver quando esse imbróglio do Lula será resolvido, e como a propaganda de TV irá projetar o Haddad como sucessor, e onde a Marina entra nisso tudo. O Ciro, creio, ser bem difícil chegar ao segundo turno.
      a.2) Logo, esses, ao meu ver, são os dois fios condutores das próximas semanas na eleição. Se quer evitar um segundo turno bolsonaro x PT, só há duas saídas: vote no Alckmin ou na Marina. Votar no Amoedo é colocar o Bolsonaro no segundo turno. Muito melhor votar em candidatos do Legislativo do NOVO.

      b) Sim, o despreparo dele é tão evidente, que é incrível. Ele vai para cima, agride, diz "verdades" para tudo e todos. Ótimo para um deputado, talvez. Para um presidente como o Brasil? Para mim das duas uma: a) caos total de governabilidade ou b) desilusão dos seus eleitores com os acordos que ele fará.

      c) Sim, o Brasil vem num crescente desde o debates de 2014, e olha o mau que fez ao Brasil. É possível que estamos piorando ainda mais, nos tornando mais agressivos e cada vez menos tolerantes.

      Um abraço e obrigado pelo parabéns!

      Excluir
    2. Não botar Bolsonaro ou PT no 2 turno provavelmente vai ser votar Alckmin, o que é outra merda...

      Excluir
    3. Soulsurfer, Sim temos todo esse cenário ainda para se desenrolar e Alckim e Marina serão mesmo as minha opções. Na minha opinião com a produtividade do Bolso como deputado, nem para isso serve.

      Anon, eu acredito que mais do que o melhor canditadato a alternância de poder é algo indispensável para a democracia. Eu tmabém gostaria de votar no Amoêdo, porém como disse, prefiro ter um Alckmin/Marina, do que Bolsonaro e PT. Vale aquela máxima: mais vale um asno que me carregue do que um cavalo que me derrube.

      Excluir
    4. "Vale aquela máxima: mais vale um asno que me carregue do que um cavalo que me derrube"
      Sabe que não conhecia essa? Gostei.

      Excluir
    5. No Brasil é assim: niguém quer "despediçar voto", então escolhe entre aqueles que tem chance de ganhar. O dia em que o brasileiro votar naquele candidato em que acredita o Brasil será melhor! Se isso acontecer nessa eleição, o Amoedo tem chances!

      Excluir
    6. O Amoêdo é desconhecido da maioria do eleitorado e isso não vai mudar nessa eleição, pois ele não tem tempo de TV. Se os ventos da pesquisa mudarem, eu voto nele. Estou simplesmente sendo pragmática. Na verdade eu não conheço muitas pessoas interessadas em "não disperdiçar votos", vejo somente as pessoas repetindo jargões e conversas rasas. Cada um sabe o que é lhe é caro e no caso das eleições, eu já expus boa parte do meu pensamento acima. :)

      Excluir
  32. É meu caro soulsurfer, estou com a consciência tranquila, em outubro votarei no Eymael, é uma pena que os brasileiros o vejam como um candidato caricato em virtude do jingle, apesar de tudo, foi um grande deputado federal, várias de suas propostas foram aprovadas, pena que os brasileiros não têm o hábito de pesquisar a vida pregressa e legislativa dos candidatos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      O Eymael? Realmente,não conheço muito do famoso "democrata cristão".
      Um abs

      Excluir
    2. Sim, Soul, EYmael, ele aprovou mais de 140 projetos em duas legislaturas, fontes: https://www.democraciacrista.org.br/jose-maria-eymael-perfil/

      http://www.psdc-sp.org.br/sobre/

      É um ótimo candidato e um grande intelectual brasileiro, penas que não tenha muito marketing e seja considerado um candidato caricato.

      Excluir
  33. Grande Soul

    Você deve ter notado que falar sobre política trai os mais acalorados debates rs.

    Entendo e respeito sua opinião que foi muito bem fundamentada.

    Meu voto Vai para Bolsonaro, não porque ele é o melhor, nem o menos pior. Mas esse negócio de PT e PSDB no poder já deu. Talvez um doido igual o bolsonaro resolva alguns asssuntos a muito enrolados pela velha política. Talvez. Tenho esperança na questão da segurança já que em partes é a praia e a bronca dele. No mais é deixar a agua rolar. Apesar de simpatizar um pouco com o amoedo tambem não adianta eu votar nele porque sabemos que ele não tem a mínima chance. Ainda sobre o bolsonaro uma coisa não da pra se negar, ele fala o que pensa e essa é uma qualidade em extinção no meio político atual. Pode não ter a melhor proposta nem o melhor preparo, mas tendo a boa vontade de ajudar o povo já é alguma coisa. Algo que não vejo a tempos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa mestre, beleza? Como vão as coisas?
      a) Mestre, isso é apenas uma ilusão. Sabe o que veio com a superação da verdadeira velha política, chamada República Velha? Getúlio Vargas. Sabem quem foi o presidente que fez o combate à corrupção um mote de campanha e de governo, com uma famosa vassoura que iria varrer a corrupção? Jânio Quadros, o presidente que simplesmente colocou o país na rota do desastre. Sabe quem iria combater os privilégios e os "marajás"? Fernando Collor.
      Para mim Bolsonaro não é só pior intelectualmente do que todos estes citados, ele representa algo muito mais sinistro.
      b) Sério, Mestre? Qual é a expertise ("é a praia e a bronca dele") dele em segurança pública? Se o fosse, por qual motivo ele nunca assumiu um cargo intermediário no Estado Rio, e contribuiu para melhor a segurança dele lá?
      b.1) Ele apenas fala o que uma parcela da população quer ouvir. "Policial que matar 40 bandidos será condecorado". Alguém que fala uma estupidez dessa não faz a mínima ideia de como lidar com o complexo problema de segurança brasileira, e é capaz ainda de causar ainda uma maior explosão de violência e arbitrariedade. Um policial precisa ser condecorado por bem atuar, vincular a morte a uma boa atuação policial é algo de um populismo dos mais baixos.
      c) Você fala o que pensa em todas as situações, Mestre? Não é o que eu vejo nos comportamentos sociais, e inclusive há filósofos famosos que refletem se conseguiríamos conviver uns com os outros se todas as máscaras caíssem.
      c.1) Agora, pelo contrário, é claro que ele vem sendo preparado para entrevistas e responder perguntas. Ele não está sendo sincero, o normal do Bolsonaro, é ele ser agressivo principalmente com quem não concorda com ele, e isso fica patente quando ele é pego em situações (perguntas) onde ele é surpreendido.
      d) "mas tendo a boa vontade de ajudar o povo já é alguma coisa", todo político e demagogo diz a mesma coisa, seja de esquerda, direita, centro, ou de diagonal. Mas, talvez ele tenha boa vontade com o povo (afinal o patrimônio dele e dos filhos está sendo construindo com a política profissional, porque não ter boa vontade com um país melhor), vamos partir de sua premissa. Boa vontade, apenas ela, não dura muito tempo em Brasília.

      Valeu pelo comentário, Mestre.

      Abraço!

      Excluir
  34. Quando alguém me pergunta, a um mês das eleições, se eu já conheço as propostas do Amoedo, fico pensando em que País esse pessoal vive...

    As propostas do Amoedo tem tanto valor neste momento quanto o diploma honoris causa do Lula. Não há nem porque perder tempo discutindo se são boas ou não, se são copiadas ou não, se são óbvias ou não. São inúteis.
    Amoedo e seus 31 eleitores/missionários se acham parte de um movimento de renovação, uma novidade na Política. No entanto, nada é mais antigo na política do que subestimar o adversário. Estão menosprezando o poder e a influência que a esquerda tem, e a disposição dela de levar seu plano de controle político e social adiante.

    A esta altura, Amoedo já deveria ter deixado seu orgulho (e seus 2% de votos) de lado, e buscado união com o único candidato capaz de combater o inimigo que ambos têm em comum. Se ele acha que sua birra em concorrer é mais importante do que a urgência de evitar outro governo de esquerda, então não está preparado para ser presidente. Simples assim.

    Bolsonaro não é a melhor opção, é a única. Dizer ser contra o projeto esquerdista, mas não votar nele, ou deixar pra votar nele só no 2° turno, é não ter noção do que está em jogo. E se ainda não percebeu isso, você merece mais 8 anos de PT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Amoedo não será eleito, mas eu fico pensando em que país vive esse pessoal que acha que o Bolsonaro tem condições de aprovar alguma coisa no congresso...

      Excluir
  35. 100 comentarios anteriores. quase uma hora da matina, me perdoe nao ler todos pra ver se foi contemplado o que foi expor agora:

    1. tambem acho q bolsonaro perde pra qualquer um no segundo turno. mas voto nele;

    2. apenas a existencia de um cara como ele ja faz o debate descolcar-se da centro-esquerda pra centro-direita. da zona da apologia ao crime à apologia da ordem. na situação que vivemos atualmente no Brasil acho inestimável sua contribuição;

    3. a visão que deveriamos ter deixado o PT sangrar com o petrolão foi aplicada antes no mensalão. nao deu certo daquela vez e creio nao daria certo novamente. em vez dos 40% de hoje, lula estaria reeleito com 80%. estariamos a meio caminho da venezuela e em vez de seguir um lider que inegavelmente tem N defeitos mas ao menos eh honesto, estariamos seguindo um dos maiores ladrões da história;

    4. (nao precisa responder essa) vai votar em quem no 1 e 2 turno?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Clerto. Que isso amigo, eu agradeço o seu interesse em comentar o texto.
      1 - Estamos quase de acordo aqui (não sobre o seu voto que é só seu, evidentemente). Creio que ele apenas tem chance de vitória sobre o Haddad se este for ao segundo turno.

      2 - Entendo o seu ponto vista, creio que muitas pessoas (mesmo diante das flagrantes falhas de Bolsonaro) são atraídas por essa linha de raciocínio. Eu não acho que seja correta. Primeiramente, num nível mais fundamental, pois creio ser bobagem tentar aplicar esses rótulos de esquerda ou direita na resolução de conflitos humanos. Em segundo lugar, porque ele desvirtua o debate, simplificando-o ao máximo no único intuito de obter simpatia de parcelas da sociedade. O cemitério é um dos locais mais ordeiros do mundo, portanto até mesmo interpretar o que seria essa "apologia da ordem" é um pouco difícil de entender. Maluf já falava da Rota, "Bandido bom é bandido morto", temos uma bancada da bala forte, sinceramente não vejo grandes novidades aqui. Ele poderia ser uma inflexão, se ele realmente propusesse métodos e ações para um combate duro e inteligente à criminalidade. Isso envolveria os Estados, união entre partidos políticos, reformas judiciais, etc, etc. As bravatas dele apenas o iam fazer desmoralizar, quando daqui 18 meses percebemos que nada mudou na violência no Brasil.

      3 - Incorreto, no meu sentir. Primeiramente, que o mensalão foi julgado pelo STF. Em segundo lugar, porque a popularidade do Lula era imenso. E em terceiro lugar, porque o mensalão não seria o bastante para implicar o Lula e uma eventual saída do poder. Mas o mensalão fez um grande abalo sim no PT.
      A situação em 2015-2016 era em muito diferente da situação de 2006, a vida é assim mesmo dinâmica e complexa.
      Sobre em direção a Venezuela, sério isso não faz o menor sentido.
      "Um dos maiores ladrões da história", meu amigo, num país da CPI dos anões do orçamento, contas de centenas de milhões de dólares no exterior, evasão de divisa aos bilhões, obras faraônicas incompletas no regime militar, uma república de 1889-1930 que era basicamente uma máquina que não admitia qualquer oposição, etc, etc, esse título precisa ser bem escolhido para podermos fazer jus à nossa história de corrupção.

      4 - Provavelmente, Marina. Vou na sua linha, pode ter "alguns defeitos", mas ao menos é honesta.

      Abraço!

      Excluir
    2. Marina vai com as outras rsrs. Tirando o trocadilho acho que ela nao sobrevive por muito tempo nao, toda eleição é a mesma onda Marina chega uma semana antes das eleições ela da umas ratas e os outros candidatos batem firme nela e ela fica apática, sem resposta e game over. 2 turno Bolsonaro x Ciro/Alckmin, acho q o Haddad da conta n.

      Excluir
    3. "Marina vai com as outras"? hehe
      Está aí, gostei do jingle, se eu fosse um opositor dela a usaria com certeza.
      É possível que isso ocorra mesmo, pois se ela chegar ao segundo turno dificilmente perde.
      Sobre o Haddad tudo vai depender do que o Lula e o PT fizeram na próxima semana, qualquer erro de cálculo realmente tira chances do Haddad.
      Abs!

      Excluir
  36. Ola Soul! Pode matar uma curiosidade minha? Qual seu objetivo quando escreve esse tipo de post?

    ResponderExcluir
  37. Meu caro
    como vc não postou mais nada nos ultimos dias, gostaria de aproveitar o espaço a perguntar sobre essa matéria que saiu na exame hoje 04/09. Imoveis até 80% mais baratos sendo vendidos via leilões

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/leiloes-da-caixa-e-do-santander-vendem-imoveis-ate-80-mais-baratos/

    Seria uma boa oportunidade?

    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Cara, como já disse algumas vezes, leilão às vezes é pior saber um pouco, do que não saber nada. E falo isso não para desestimular, mas porque é uma área minuciosa mesmo.
      Sobre CEF e Santander não gosto de nenhum dos dois para leilão, sendo sincero.
      Um abraço!

      obs: sobre a oportunidade, pode vir a ser, para isso é necessário analisar o imóvel, o procedimento extrajudicial e sua legalidade, quem está no imóvel, etc, etc.

      Excluir
  38. Sair das câmaras de eco dá um estresse danado e gera conflitos sérios com pessoas próximas a você. Eu faço isso e não aconselho ninguém a repetir esse hábito, ao menos não de forma isolada, como certamente será o caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega.
      Depende um pouco como você faz isso, e qual é o seu grau de "respeitabilidade" perante os outros. Mas é possível sim "sair" e se relacionar bem com as pessoas do seu entorno.

      Um abs

      Excluir
  39. Olá Soul, tudo bem? Comente sobre a tentativa de assassinato do Bolsonaro hoje (06/09). Isso é realmente fruto do ódio que o candidato supostamente vem disseminando (sob a ótica do politicamente correto)? Ou será o desespero de um lado ideológico do espectro político que sente a perda de espaço na política e enfraquecimento do apoio popular? Forte abraço!

    ResponderExcluir